Categoria Sobre

poradmin

Carta de Max Heindel: Métodos Orientais e Ocidentais de Desenvolvimento

Novembro de 1913

Frequentemente, recebemos solicitações de auxílio de pessoas que, infelizmente, pertenciam a sociedades onde elas se submetiam ao domínio dos espíritos de controle que, no momento, os assombram e os perseguem chegando ao ponto de se tornarem um fardo na vida delas. Também recebemos solicitações de auxílio de pessoas que frequentaram sociedades onde ensinavam exercícios de respiração hindus. A impaciência de ingressar nos Mundos invisíveis leva muitas pessoas a praticar estes exercícios, cuja natureza perigosa desconhecem, quando percebem é tarde demais e aí experimentam problemas tano na saúde física como na espiritual. Então, vem até nós a procura de alívio que, felizmente, conseguimos fornecer a todos que se aplicaram, até mesmo aqueles que estavam à beira da insanidade.

E é por isso que a literatura da Fraternidade Rosacruz está repleta de advertências sobre o evitar todos os exercícios respiratórios tais como preconizados pelas escolas orientais, os quais são impróprios às pessoas que vivem no lado ocidental do Planeta. É com muita e profunda tristeza que ouvimos falar de um Estudante que está, agora, doente como consequência desses tipos de exercícios respiratórios. Portanto, cremos que será conveniente afirmarmos, mais uma vez, a diferença entre os métodos oriental e ocidental, para que fique bem claro o por que é sensato evitar tais exercícios.

Em primeiro lugar, é necessário ter a percepção clara de que a evolução do espírito e a evolução da matéria andam de mãos dadas. O espírito evolui renascido em veículos densos de matéria e trabalhando com o material encontrado no Mundo Físico. Assim, o espírito progride e, também, a matéria está sendo aprimorada porque o espírito trabalha sobre ela. Naturalmente, os espíritos mais avançados atraem para si material mais refinado do que aqueles que estão atrasados no caminho da evolução, e os átomos nos corpos de pessoas mais altamente evoluídas são mais sensíveis do que as daquelas que existentes em povos primitivos.

Entretanto, os átomos das pessoas que vivem no ocidente respondem às ondas vibratórias que ainda não foram contatadas por aquelas pessoas que habitam em corpos orientais. Os exercícios respiratórios são usados para despertar os átomos adormecidos do aspirante oriental, e o trajeto enérgico desse tratamento se faz necessário para aumentar o tom de vibração. O índio americano ou o bosquímano[1] podem executar esses exercícios impunemente durante vários anos, contudo, é uma questão totalmente diferente quando uma pessoa, com um corpo altamente sensibilizado como o ocidental, segue tal tratamento. Os átomos de seu corpo já foram sensibilizados pela evolução natural; e quando esta pessoa recebe um ímpeto adicionado de exercícios respiratórios, os átomos simplesmente se rebelam, e se torna extremamente difícil trazê-los ao devido repouso novamente.

Aqui pode ser útil mencionar que o autor teve uma experiência pessoal nesse assunto. Anos atrás, quando ele começou a trilhar o Caminho espiritual e estava imbuído da impaciência que é a característica comum a todos os buscadores sedentos pelo conhecimento, ele leu sobre os exercícios respiratórios publicados por Swami Vivekananda[2] e começou a seguir as suas instruções, na esperança de que, após dois dias, o Corpo Vital se separaria do Corpo Denso. Isso produziu uma sensação como deslizar no ar, não sendo possível manter os pés em terreno sólido e todo o Corpo parecia vibrar num tom altíssimo. O bom senso o resgatou. Os exercícios foram interrompidos, porém, foram duas semanas para que recuperasse a condição normal de andar firmemente no chão e cessassem as vibrações anormais.

Na parábola, foi dito que alguns foram rejeitados porque não tinham o traje nupcial. A menos que nós desenvolvamos, primeiramente, o Corpo-Alma, qualquer outra tentativa de entrar nos Mundos invisíveis resultará em um desastre; e qualquer instrutor que diz ter a capacidade para conduzir as pessoas aos reinos invisíveis não é confiável. Existe apenas um caminho –  paciente persistência em fazer o bem.

(Cartas aos Estudantes – nº 36 – do Livro Cartas aos Estudantes – Max Heindel)


[1] N.T.: Khoisan ou Khoi-San é a designação unificadora de dois grupos étnicos do sudoeste de África que partilham algumas características físicas e linguísticas distintas da maioria Bantu da África. Esses dois grupos são os san, também conhecidos por bosquímanos ou boximanes e que são caçadores-coletores, e os khoikhoi, que são pastores e que foram chamados hotentotes pelos colonizadores europeus. Aparentemente, estes povos têm uma longa história, estimada em vários milhares (talvez dezenas de milhares) de anos, mas agora estão reduzidos a pequenas populações, localizadas principalmente no deserto do Kalahari, na Namíbia, mas também no Botsuana e em Angola.

[2] N.T.: Swami Vivekananda (1863-1902), nascido Narendranath Dutta foi o principal discípulo do místico do século XIX Sri Ramakrishna Paramahamsa e fundador da Ordem Ramakrishna. É considerado uma figura chave na introdução do Vedanta e do Yoga no Ocidente, sobretudo na Europa e América.

poradmin

Sugestão para o seu Exercício Esotérico de Meditação nesse mês solar de Áries: “Eis que eu faço novas todas as coisas”

A dedicação durante o mês solar de abril, que vai 20 de março a 21 de abril, é à Hierarquia Zodiacal de Áries.

É essa Hierarquia que estabelece o modelo cósmico para a vida durante o mês em que o Sol transita pelo Signo de Áries. Nesse tempo Áries projeta sobre o mundo o arquétipo de uma Terra perfeita. Esses são o novo céu e a nova Terra visualizados por São João e descritos em seu sublime Apocalipse, o Livro da Revelação.

De acordo com todos os calendários Áries apresenta o Novo Ano Solar. Por isso, se chama o “Signo da Consciência Ressuscitada”. Quem alcançou esse grau de consciência vê somente a divindade em todas as pessoas, coisas, circunstâncias, condições e em todos os eventos. O motivo da dedicação durante o período de Áries é ver o lado Divino.

A meditação para o mês solar de Áries é o pensamento-núcleo bíblico do Apocalipse, 21:5:

Eis que eu faço novas todas as coisas

Grandiosos são os significados ocultos dessa passagem. Um Aspirante deveria meditar sobre essa passagem durante o mês solar de Áries, enquanto os seus ritmos vibratórios impregnam a Terra!

poradmin

Sol transitando pelo Signo de Áries (março-abril)

O carneiro é o símbolo de Áries. Tal símbolo foi chamado por muitos anos de “o cordeiro da apresentação”. Em seu aspecto superior, as palavras-chave para Áries são: pureza, serviço e sacrifício. É o Signo da ressurreição. Peixes é o último Signo do Zodíaco, é um lugar de pesar, um jardim de lágrimas, o Getsemani no Caminho. Suas portas se fecham e apenas abrem no primeiro Signo zodiacal, Áries, anunciando a chegada do recém-nascido.

Assim, a ressurreição cósmica ocorre em março, quando o Espírito de Cristo é libertado da esfera terrestre e entra, novamente, nas esferas celestiais. É quando as Hierarquias de Áries e Peixes se juntam aos Anjos e Arcanjos em triunfante jubilação para esse evento.

A Hierarquia de Áries contém um padrão arquetípico do ser humano como ele foi criado “à imagem e semelhança de Deus”. Este padrão se manifestará cada vez mais na Nova Era.

Um avançado seguidor do Caminho entende que chegou o tempo de fundir a tristeza e as lágrimas propostas pela vida pessoal (Peixes) com os fogos transformadores de Áries. Concomitantemente a essa realização, ele se junta ao poderoso coro que é ecoado e repetidamente ecoado pelos Anjos e Arcanjos: “O Cristo ressuscitou, porque Cristo ressuscitou agora dentro de mim”.

poradmin

Carta de Max Heindel: O Poder Interno e a Responsabilidade que o Acompanha – de Agosto de 1918

Carta: O Poder Interno e a Responsabilidade que o Acompanha

Agosto de 1918

Muitos anos atrás, passei algumas semanas em uma fazenda no Maine[1], na época em que estavam colhendo batatas. Enquanto os vagões, onde se carregavam as batatas colhidas, passavam perto de mim, notei que as batatas eram todas grandes e de tamanho quase uniforme. Então, um dia, parabenizei o agricultor por ter uma colheita de batatas de tão alta qualidade. Ele foi até uma carroça e me mostrou que o fundo da carroça estava cheio de batatas pequenas. Também disse que elas não haviam sido separadas no campo; porém, quando a carroça seguia pela estrada acidentada do campo ao celeiro, as batatas grandes subiam ao topo, enquanto as pequenas escorregavam para o fundo. “Se você colocar as grandes no fundo”, ele disse, “elas subirão ao topo e as pequenas ficarão no fundo”.

E é isso que acontece na vida! Pessoas de aparência representativa, de amplas qualidades, se destacam facilmente, enquanto nos acotovelamos pelas posições mais baixias enquanto percorremos a estrada da vida. “Você não pode manter um bom homem para baixo”, é um velho ditado. Ele se destacará, apesar de tudo, em virtude do poder edificante que há dentro dele. E da mesma forma, não importa quantas vezes coloquemos um ser humano sem preparo em posição de destaque, ele cairá, porque lhe falta o poder interior. Podemos construir uma casa do tamanho que desejamos e construí-las maiores do que as outras, porém, se tivermos material e mão-de-obra em quantidades suficientes, contudo, no caso do crescimento espiritual do ser humano, esse vem de dentro, e ninguém pode acrescentar um fio de cabelo à estatura do outro, seja moralmente, mentalmente ou fisicamente. Cada um deve trabalhar para sua própria salvação; somente ele sozinho poderá determinar se permanecerá nos níveis inferiores ou ascenderá ao topo do seu desenvolvimento.

O fazendeiro descobriu que, quando suas batatas eram transportadas por uma estrada sem buracos ou irregularidades, elas permaneciam misturadas; mas quanto mais irregular era a estrada, mais rápido as batatas grandes subiam ao topo e as menores permaneciam no fundo. Nas grandes emergências da vida, grandes oportunidades aguardam aqueles que estão prontos para assumir responsabilidades e seguir a frente das batalhas.

Nós estamos vivendo em uma que época, se aspiramos nos elevar espiritualmente, agora é a nossa maior oportunidade. O mundo todo agora está solicitando uma resposta para o enigma da vida; indagando para onde o navio da humanidade está indo. E nós temos a resposta. Portanto, sobre nós repousa a responsabilidade de viver os ensinamentos dos Irmãos Maiores e levando esses ensinamentos aos outros por meio do exemplo nas nossas vidas. Muitos de nossos irmãos estão levando os ensinamentos dos Irmãos Maiores para as próprias trincheiras e iluminando aqueles que estão interessados em recebe-los. Aqueles que podem, divulguem no seu entorno, pois muitos lugares que, até então, não se interessavam, agora começam a indagar sobre essas questões. Portanto, procuremos diligentemente as oportunidades e as aproveitemos, pois “a quem muito é dado, muito será exigido”.

Eu sugeriria aos Estudantes que agora é a hora de garantir que o Livro O Conceito Rosacruz dos Cosmos e toda a nossa literatura, na medida do possível, estejam nas bibliotecas de suas cidades; também que estejam em um local onde seja acessível e que possam ser utilizados. Se várias pessoas perguntarem sobre o assunto, de tempos em tempos, mesmo o bibliotecário não sabendo nada a respeito, e talvez até sendo hostil em sua resposta, a certeza é que sendo constante apelo a um determinado livro, finalmente o forçará a prestar atenção. Não há dúvida de que os ensinamentos da Fraternidade têm em si um poder interior que, certamente, criará um ambiente propício para eles no mundo, porém, só adquiriremos mérito na proporcionalidade que ajudemos a levar esses ensinamentos dos Irmãos Maiores para o conhecimento da humanidade em geral. A época das férias é uma temporada especialmente propícia para a disseminação de nossa filosofia que auxilia a satisfação da alma. Portanto, todos devemos fazer um esforço extra nesse momento. Afinal, isso beneficiará aos outros e também a nós mesmos.

(Cartas aos Estudantes – nº 93 – do Livro Cartas aos Estudantes – Max Heindel)

[1] N.T.: Estado no extremo nordeste dos EUA.

poradmin

Calendário Anual da Fraternidade Rosacrfuz em Campinas – SP – Brasil – 2020

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:

  1. A fim de sabermos NO QUE meditar sobre o Trabalho Cósmico de Cristo durante o ano, ACESSE aqui para ter mais informações: O Trabalho do nosso Salvador e Redentor Cristo em cada Mês do Ano e em cada Trimestre do Tempo Terrestre
  2. Já para o Mês Solar, é só tomar os conceitos preconizados pelas Palavras-Chaves, Qualidades Positivas e Qualidades Negativas de cada Signo
poradmin

Cartas de Max Heindel: Preparativos para a Mudança para Mount Ecclesia

Preparativos para a Mudança para Mount Ecclesia

No sábado, 28 de outubro[1], às 12h40 P.M. pontualmente, horário do Pacífico, iniciamos as atividades para a abertura do terreno com o objetivo de construir o primeiro edifício em Mount Ecclesia[2], a sede da The Rosicrucian Fellowship. A casa será relativamente pequena, e estamos nos esforçando para gastar o mínimo possível, ou não seremos capazes de construí-la totalmente. Estou fazendo o trabalho de arquiteto e empreiteiro para economizarmos nessas atividades. Entretanto, consideramos esse primeiro ponto de partida como um momento da maior importância para a vida jovem da nossa sociedade, pois, embora nossos aposentos privados sejam apertados, teremos uma grande sala de trabalho e acomodações para vários assistentes, até que hajam recursos financeiros para a construção da Ecclesia[3] e das outras estruturas que pretendemos construir e que serão mais dignas para a nossa missão no mundo.

Reconhecemos perfeitamente que a magnitude do nosso trabalho no mundo depende, em grande parte, do apoio e da cooperação dos nossos colaboradores e, portanto, solicitamos sinceramente o seu auxílio para participar das atividades que necessitam da força física e da sua presença nesse momento importante, a fim de que a nossa associação possa se tornar um poder bem maior para o bem do que qualquer outro que já existiu.

Sabemos que os pensamentos são coisas; que são forças de uma grandeza proporcional à intensidade do propósito neles ocultos. Não há um método mais fácil nem mais eficaz para harmonizar todo o nosso ser com certos desígnios e lançar um poderoso pensamento na direção desejada do que a oração cristã séria e sincera.

Portanto, tenho dois pedidos distintos para vocês nos ajudarem por meio das orações, e espero e confio que vocês darão os seus mais calorosos e intensos auxílios. Em primeiro lugar, apesar de totalmente indigno, será meu dever, como líder, preparar o terreno para a nossa futura Sede no tempo estabelecido e, se for possível, quando vocês se recolherem para os seus aposentos, por favor, dedique-se à oração séria e sincera para que a Sede, então iniciada, possa crescer e prosperar em todos os sentidos; pois as orações conjuntas dos nossos Estudantes ao redor do mundo nos darão uma imensa força nesta direção.

Contudo, vocês podem fazer mais; dia após dia, o acúmulo de pensamentos de muitos amigos em direção a um lugar comum proporcionará um trabalho maravilhoso. Vocês poderiam nos enviar uma oração todas as noites para fortalecer a Sra. Heindel, os trabalhadores da Sede e a mim mesmo, para que nós possamos crescer na pureza, na eficácia e na eficiência em sermos melhores trabalhadores no serviço à humanidade e, assim, podermos nos tornar mais fortes para aliviar o sentimento de profunda tristeza, o sofrimento e a angústia de todos que procuram nossa ajuda?

Além disso, vocês poderão me escrever, de vez em quando, me fortalecendo com a certeza da simpatia e cooperação que tenham para comigo? Talvez eu não consiga responder e agradecer individualmente, mas podem estar certos de que apreciarei suas expressões de boa vontade.

(Por Max Heindel – Livro: Cartas aos Estudantes – nº 11)

[1] N.T.: de 1911

[2] N.T.: Localizada na cidade de Oceanside, Califórnia, EUA.

[3] N.T.: O Healing Temple, o Templo de Cura.

poradmin

Aniversário de Passamento de Max Heindel

Aniversário de Passamento de Max Heindel

Neste 6 de janeiro transcorre o 101º aniversário do passamento de nosso grande líder MAX HEINDEL aos planos superiores.
Não o consignamos como quem chora a falta de um orientador que nos tenha deixado desamparados. Não!
Fiel ao método Rosacruz, ele nos ensinou a ser independentes de toda influência externa, não só as mais brutais, como o hipnotismo e mediunidade, como de quaisquer outras influências, às vezes mais sutis e por isso mesmo mais perigosas, como as dos falsos mestres em ocultismo.
Desse modo, embora gostássemos imenso de tê-lo entre nós pessoalmente (pois em seu Corpo-Alma é certo que está), estamos libertos desse saudosismo comum e materialista de quem se afeiçoa à forma.
Temos dito muito desse extraordinário companheiro, Irmão na verdadeira acepção, que, mercê de seus méritos anímicos pôde alcançar várias Iniciações e, sob a orientação dos Irmãos Maiores da Ordem Rosacruz verter, publicamente e pela primeira vez no mundo, os ensinamentos elementares da Ordem a que serviu, à fim de selecionar as almas que já estavam amadurecendo para a mais elevada forma de Cristianismo.


Convém notar: ensinamentos elementares, pois ainda há coisas reservadas aos que se elegem por seus méritos internos, como de Cristo aos Apóstolos. Aos outros “de fora” falava por parábolas. E a finalidade desses preceitos elementares é conduzir os eleitos à Iniciação, onde receberão ensinamentos pessoais e definidos.
Há escolas espiritualistas que, inseguras dos próprios meios para atrair novos seguidores, procuram convencer nossos Estudantes de que a Filosofia Rosacruz está ultrapassada, que, tendo falecido Max Heindel há mais de um século, de lá para cá surgiram novos e mais eficientes métodos espirituais, como o que apresentam. Puro sofisma. A Fraternidade Rosacruz é impessoal. Embora tenha sido fundada por Max Heindel ela existe por si mesma, por seu método libertador, porque é essencialmente Cristã.
Todos nós passaremos para os planos suprafísicos e ela continuará cada vez mais firme. Quanto ao seu método, foi dado como preparação da humanidade até a Era de Aquário, em que surgirá como nova religião, o Cristianismo Esotérico. Isto dispensa a necessidade de novos mensageiros, como foi Max Heindel.
O que a Fraternidade Rosacruz precisa é de Estudantes conscientes e sinceros, que lhe alcancem a mensagem libertadora e não se iludam com promessas vãs. Membros ativos, coerentes, que saibam cooperar dentro da liberdade e desinteresse que lhes são concedidos na Fraternidade. Aspirantes dinâmicos, não que imitem, mas que sejam realmente dignos do exemplar esforço de Max Heindel que se perguntem todos os dias que estão fazendo para ser verdadeiros Cristãos; que são, por dentro e por fora a mesma pessoa.
Em cada Grupo de Estudos ou Centro Rosacruz surgem companheiros desse naipe, dedicados, simples, prudentes, tolerantes, firmes, desinteressados e altruístas. Estes estarão no dia 6 de janeiro de cada ano mais intimamente confraternizados com Max Heindel. Não porque leram os livros de nosso grande Mensageiro, não porque fizeram todos os cursos e conhecem de cor os Ensinamentos Rosacruzes ou porque frequentam as reuniões, mas SIM porque trabalham pela obra Rosacruz, fora e dentro da Fraternidade, de mil formas diferentes, demonstrativas de seu real interesse.
Não nos referimos a seres extraordinários, mas a pessoas comuns, porém SINCERAS. Dentro de seus defeitos, que buscam sublimar, esforçam-se continua e seriamente na difusão da obra, sem visar a realces nem cargos ou recompensas dos Mestres. Quem faz desinteressadamente não pode evitar o crescimento da própria alma.
Isto é que vale em nossa Fraternidade: QUALIDADE. Irmãos que não se magoam facilmente, que não buscam destaques, e que pensam como Max Heindel: “isso tem de ser feito, por que não eu o farei?”.
Não obrigamos ninguém a ser assim. Respeitamos o modo de ser de cada um e damos indistintamente a todos, com amor e desinteresse. Contudo, estes elementos constituem um conforto espiritual, seres que nos fazem acreditar cada vez mais na proximidade do ideal aquariano. Temos tido nossas desilusões com Estudantes em que depositávamos esperanças, já sofremos incompreensões e passaremos por muito do que passou Max Heindel, em menor grau que ele porque temos menor sensibilidade, mas isso é natural. Se todos já estivessem preparados para tão alto ideal, que papel teria a Fraternidade? O seu trabalho é precisamente o de libertar e elevar os seres de boa vontade e não somos nós quem vai determinar a porcentagem dos eleitos, mas a liberdade e condição de cada um.
Confiamos que os frutos serão cada vez mais promissores, que os meios materiais e espirituais nos serão dados, à medida que os vamos merecendo, em nossa obra de divulgação.
Lembremos, pois, no dia 6 de janeiro especialmente, a figura e obra de Max Heindel, o exemplo edificante, o legado filosófico que nos deixou, e tomemos a resolução de fazer um esforço maior em 2019, que nos torne dignos da oportunidade que nos foi dada e justifique para o futuro uma ajuda maior do Alto, em favor de nosso trabalho.

Que as Rosas floresçam em vossa cruz!

poradmin

Carta de Max Heindel: O Valor em se rever as Lições Passadas

O Valor em se rever as Lições Passadas

Há na seguinte Carta uma sugestão valiosa de um Estudante dos Ensinamentos Rosacruzes que eu considero no dever de transmiti-la:

A noite passada, enquanto examinava uma grande quantidade de correspondência que tive a felicidade de receber da Fraternidade Rosacruz por quase cinco anos, me veio a pergunta sobre o que os outros Estudantes e Probacionistas fazem com suas Cartas mensais recebidas da Fraternidade. E daí me veio a ideia de que isso deveria ser mencionado em uma das Cartas mensais. Não é meu desejo criticar as ações de outros Estudantes ou Probacionistas, porém, é muito provável que poucos Estudantes e Probacionistas percebam plenamente “a mina de ouro” de informações que realmente há nessas Cartas, e que podem ser transformadas em tesouro celestial pela ação correta que resulta no uso dessas preciosíssimas informações.

Quantas vezes, olhando para trás, me recordo que muitas dessas Cartas tinham sugeridas novas ideias e realizações, das quais eu não tinha a mínima consciência antes, e que maravilhosos auxílios essas sugestões têm sido para mim em muitas lutas internas!

Na verdade, pode-se dizer que nessas lições anteriores temos uma “mina de ouro” da qual poderemos extrair muitos tesouros, que nos ajudarão a “viver a vida” na plenitude que devemos. Aqui, de fato, temos um segundo “Conceito Rosacruz do Cosmo”. Portanto, compete aos Estudantes e Probacionistas arquivar e cuidar corretamente de todos os detalhes de sua correspondência com a Fraternidade Rosacruz, para que ela possa ser utilizada, da melhor maneira possível, na propagação da luz dos Irmãos Maiores. Quem sabe se uma dessas lições é necessária para achar uma informação precisa para ajudar um amigo. Muitos benefícios podemos obter com a classificação ordenada dessas Cartas por assunto.

Penso que é pouco provável que a maioria dos Estudantes e Probacionistas compreendam totalmente a força que existe por trás dessas lições. Para aqueles entre nós que foram acostumados a base escrita e métodos científicos de pesquisa, essas lições anteriores são eficazes para ajudar na união da Mente com o Coração. Contêm grande quantidade de pensamentos que contribuirá para a ação correta e perseverança no bem-estar. Se os Estudante e Probacionistas conseguirem utilizar da melhor maneira retirando o melhor dessas Cartas recebidas, então será muito útil e contribuirá para o crescimento da alma. Certamente são as pequenas coisas que tornam possíveis as grandes coisas, e talvez isso levasse alguns Estudantes e Probacionistas a servirem melhor e mais.

Se os Estudantes focarem na lição de que a repetição é a nota-chave do Corpo Vital e que “todo o desenvolvimento oculto começa com o Corpo Vital”, compreenderão a causa de ser tão proveitoso rever as lições e as Cartas passadas.

(Por Max Heindel – livro: Cartas aos Estudantes – nr. 81)