Hierarquias Zodiacais – Aquário: Altruísmo, o Espírito da Vida e da Cura

poradmin

Hierarquias Zodiacais – Aquário: Altruísmo, o Espírito da Vida e da Cura

HIERARQUIAS ZODIACAIS

AQUÁRIO: ALTRUÍSMO, O ESPÍRITO DA VIDA E DA CURA

(*) Advertência:

A descrição aqui apresentada é mais exata conforme a cúspide da 1ª Casa esteja mais próximo do ou no segundo decanato do Signo (10º grau até 20º grau)

Quando os 3 últimos graus de um Signo estão ascendendo, ou quando os 3 primeiros graus ascendem no momento do nascimento, diz-se que a pessoa nasceu “na cúspide” entre dois Signos, e, então, a natureza básica dos Signos envolvidos são mescladas no corpo dela.

Astros nas Casas:

  1. Os Astros no Signo Ascendente podem modificar a descrição.
  2. Astros colocados na 12ª Casa e que se encontram dentro de seis graus deste podem modificar a descrição

Em tais casos o Estudante dever usar seu conhecimento do caráter dos Astros em conjunto com a descrição do Signo.

(Veja mais no Livro: Mensagem das Estrelas – O Signo Ascendente – Max Heindel e Augusta Foss Heindel)

Se pudéssemos compreender, plenamente, todos os Signos do Zodíaco e agir de acordo com este entendimento, não haveria desarmonia. Olharíamos todos com amor e amor não tem fronteiras. A única limitação em nosso esquema de evolução é feita pelo próprio ser humano. Não há perda, nem pressa, nem tempo no conceito universal de vida.

Um fator de engrandecimento sempre presente em nossas vidas e que dá impulso às nossas ações é a oportunidade. Desde as exaltadas Forças Criadoras, tais como as Grandes Inteligências Espirituais, que se manifestam nos Signos do Zodíaco, até as criaturas mais jovens que o próprio ser humano, têm na oportunidade maior cooperação e a maneira certa de progredir. A necessidade sentida por cada um, de movimentar-se e produzir num relacionamento mais íntimo com a fonte divina, é o fator motivacional. A Hierarquia Criadora de Aquário representa a Água Mística (espírito) de vida, que provém do coração (Leão, seu Signo oposto), transformada em essência de pureza (através de Virgem) e elevada ao altruísmo (Aquário, seu Signo oposto)… uma expressão da consciência de Cristo, o impulso puro e nobre do bem. Aquário é o caminho do místico.

A força consumidora de amor (Vênus) é elevada a seu estado sublime, altruísmo (Urano) em Aquário, e o princípio criador desta Hierarquia, enquanto muito próximo do ser humano, está quase que totalmente ligado à potencialidade. Devido à enorme importância e significado destes potenciais atribuídos a Aquário (assim como a Peixes) e porque a fraqueza do ser humano é ainda grande, há necessidade de disfarçar as verdades vibrantes em roupagens comuns para que possam preencher lentamente as necessidades da natureza individual. Por isso, uma qualificação correspondente é percebida nas oitavas planetárias de Vênus e Urano, que operam através de Aquário e também Mercúrio e Netuno, associados a Peixes.

Quando se procura compreender as manifestações físicas de Deus, torna-se imediatamente evidente que é necessário definir os elementos de cada reação emocional e intelectual do nosso eu e da nossa vida. Esta definição é difícil, mas a observação e a meditação são essenciais no prosseguimento da sabedoria. As linhas de demarcação do nosso desenvolvimento não podem ser definitivas como os limites de um mapa geográfico, mas sim manifestadas como a mistura de várias cores, como num por de sol.

DUALIDADE

É óbvio que há dualidade em todas as coisas. Podemos distinguir dois tipos diferentes de amor em cada pessoa. Classificamos estas emanações de Deus designando certas qualidades derivadas do Raio de Vênus e outras do Amor de Urano ou de Cristo. A cor primária de cada um desses raios é amarela. A diferença na manifestação é, portanto, reconhecida somente pelo tom da cor.

A característica marcante do amor de Vênus é a beleza manifestada em todas as coisas. As manifestações materiais estão todas ao nosso redor na terra, no ar e no céu. As flores, os nossos alimentos, as árvores que nos dão frutos e sombra, a delicadeza e a variedade de plantas que fornecem um infinito caleidoscópio de cores sempre mutantes e cintilantes, que vão desde o ambiente próximo a nós até o horizonte distante. Mesmo vibrações mais altas de beleza são encontradas nas tonalidades pastéis da luz e nas sombras amarelo-vivo refletidas nas nuvens, ao pôr do sol, todas simbolizando Cristo.

O Raio de Vênus nos permite receber, internamente, tudo que é bom, verdadeiro e belo, fornecendo-nos um domínio satisfatório sobre nossas atividades terrenas. Dá-nos uma força proporcional entre nossas atividades e nossos desejos, atraindo dessa forma boas coisas para nós. Aprendemos através de inúmeros eons de manifestação a especializar estas qualidades dentro de nós e, como o impulso de Urano (o Raio de Cristo) entrou em nossas vidas, precisamos emanar em alegria e em expressões cristãs de júbilo, por tudo o que ganhamos em amor.

O AMOR DE URANO

O aspecto uraniano de Aquário diferencia-se do amor terreno de Vênus em uma única maneira: Urano é frequentemente tido como adverso, mas o amor de Urano tendo aprendido a reconhecer a fragilidade da autoindulgência e suas reações correspondentes, nunca atende a certos desejos de um indivíduo, mas serve com absoluto sacrifício próprio, as necessidades de uma consciência desperta. Consequentemente, seus objetivos são diametralmente opostos à natureza inferior, natureza esta que tenta frustrar a sempre crescente necessidade de elevação aos níveis mais altos de manifestação.

Vênus é o Planeta da atração. Em sua forma mais elevada ela representa o homem ou a mulher, que unidos de maneira ideal, formam uma equação equilibrada. Vênus tem, dentro dela, a força do amor e da beleza terrena. A arte, a literatura, a música e o ideal de justiça, que é também uma forma de ritmo, são suas prerrogativas. A influência de Vênus, porém, é bastante pessoal e depende, para seu desenvolvimento, da semelhança ou reciprocidade de tudo que Vênus significa e atrai em outra pessoa ou condição de vida.

Embora Vênus seja chamada de a Deusa do Amor, ela representa, na verdade, as razões para o amor: a beleza na forma, no som, tato, na visão, no olfato, ritmo, na cor e chega próxima, embora não atinja os aspectos espirituais desses sentidos. Aproxima-se também da paixão, mas não a atinge, ficando, no entanto, satisfeita por poder dar motivo para isto, sendo que a parte sensual está a cargo de seu oposto, Marte.

Enquanto Vênus atrai através dos encantos dos sentidos, Urano baseia suas forças em canais mais elétricos. Sua atração é uma atração “de sentir”, mas é um “sentimento” ou sentido num plano mais elevado do que aquele de Marte ou Vênus. Assim, Urano atrai como uma agulha elétrica ou repele tão rapidamente como um raio. É fácil ver porque Urano representa o amor superior, demonstrado através do altruísmo e é o verdadeiro Planeta do amor. Seu amor é o que está acima da razão, sem restrição de forma, cor, tato, visão ou som. Urano começa onde Vênus termina. Quanto a isto, a palavra “magnetismo” descreve melhor Urano, enquanto altruísmo é sua qualidade ideal.

Vênus e Urano regem os Signos do Ar Libra e Aquário, dando a ambos uma flexibilidade criativa, intuitiva e mentalmente elevada. Vênus e Urano são exaltados nos Signos de Água Peixes e Escorpião, que dão a esses Planetas a visão interior psíquica, característica dos Signos da Água, da força criativa de uma natureza espiritual superior. É como se o altruísmo de Urano fosse a consciência da alma em expansão ou o fruto da essência espiritual das qualidades de Vênus.

Urano tem uma visão mais profunda baseada em um princípio semelhante ao amor, à beleza e à apreciação. Urano é Vênus em crescimento mais elevado, Vênus de uma vida onde o “Ego” jamais é levado em consideração. Em sua exaltação ele não examina o amor pessoal, mas esforça-se por elevar-se a mais alta visão e ao objetivo mais superior.

Vênus representa atração ou ganância centralizada na personalidade. O efeito de Urano é dissolver a personalidade aparente (Lua e Ascendente) e todas as suas ideias de possessão ou separação (Ego) e sublimar a personalidade aparente à individualidade (Sol) para misturar-se com o Cósmico. Vênus representa o ponto de vista do Ego, em sua ideia de separação do Ego Cósmico. A consciência de Urano é a expressão cósmica: EU SOU. Vênus e Urano trazem uma atração e uma apreciação de beleza e uma habilidade para irradiar as vibrações cósmicas das coisas mais delicadas da vida.

A ligação entre Vênus e Urano é de influência moral ou espiritual. Pela atração de Vênus, a humanidade elevou-se do egoístico plano de vida animal e agrupou-se em famílias e raças. Com a influência de Marte, a energia dinâmica, uma afinidade moral é produzida. Sob a influência de Urano desenvolvemos o amor sem egoísmo pela humanidade e para com o próximo.

Grandes vultos de Aquário não foram gigantes intelectuais. Edison, Lincoln e muitos outros foram humanistas, cujo amor altruístico pela humanidade foi dirigido e canalizado em energias contínuas para o bem-estar social.

O Amor – a maior força do universo – é plantado, transmutado e desabrocha no fruto de Aquário: altruísmo. Urano é a oitava superior de Vênus.

Três mensageiros são enviados por Aquário: Saturno (co-regente de Aquário) do rosto brilhante; Vênus, aquela que traz amor e alegria a todos, e o maior de todos, o poderoso Urano, destruidor, separatista, vingador e também unificador. Urano que quebra para novamente juntar, que fere para cicatrizar, separa para unir. Para resistir a sua radiante presença precisamos dobrar nossas espadas e curvar nossas cabeças diante dele, pois ele é belo e puro. Ele destrói tudo que foi criado no egoísmo e na paixão, destrói o materialismo e a cristalização sobre a Terra.

O consorte e companheiro de Urano, Netuno, é delicado e inspirador, uma criação dos deuses ainda não compreendido pelos seres humanos. Ele é pálido e de uma beleza sutil, enquanto que a estatura de Urano é grandiosa e nobre. Estão juntos na entrada da Nova Era, pois a glória deles é a dos mundos mais elevados. São mensageiros de um reino ainda desconhecido para nós.

Aquário não tem templos, laços ou dependências. Ele é ser humano e recebe o espírito da vida no amor e na sabedoria. Aprendemos a olhar e a virar nosso rosto para cima, a fim de recebermos tudo que nos é oferecido, porque sua dádiva é dourada. Precisamos tornarmo-nos puros para receber isto na Mente, no Corpo e na Alma, pois ele atua em todos os planos. Sua é a água (espírito) da Vida. Aqueles que podem receber este Espírito divino e conservá-lo, não serão mais compelidos a morte ou ao nascimento. Eles terão encontrado seu amor, sua Fonte, sua unidade, pois este é o objetivo de Aquário: ser dois em um, macho e fêmea, tornando-se como Deuses para nunca mais vagarem sozinhos.

SIGNO DA LIBERDADE

Aquário chega como um ser humano para todos aqueles abaixo dele, unindo todos os elementos e todas as pessoas com seu Espírito divino, pois Aquário focaliza Cristo.

O ser humano completo não precisará mais lastimar-se, pois com a Segunda Vinda, a cruz será superada para sempre, à medida que nos elevarmos e manifestarmos as maravilhas dos Céus – amor, vida e cura. Uma chama vertical intensa, um pilar de fogo, uma faísca caindo como um raio dos Céus – isto é Aquário e assim ele desvendará nossos sentidos interiores e nossos desejos de conhecimento.

Urano e Aquário envolvem-nos com um convite da verdade que dissipará todo temor e escuridão. Desenvolveremos, assim um sentido intuitivo, que alguns chamam de “pressentimento”. Em ambos é a água da vida que vem de cima, procurando vivificar-nos com Luz, força e cura e fazer com que sejamos completos e puros, em Sua Misericórdia.

 (de Thomas G. Hansen – com prefácio da Fraternidade Rosacruz de Campinas – SP – Traduzido do original inglês: Zodiacal Hierarchies de Thomas G. Hansen e publicado na revista Rays from the Rose Cross da The Rosicrucian Fellowship, no período de abril de 1980 a março de 1981 – publicada na Revista Serviço Rosacruz da Fraternidade Rosacruz em janeiro de 1982)

Sobre o Autor

admin administrator

Deixe uma resposta