Categoria Dicionário de Terminologias

poradmin

Cristo Planetário: é um Arcanjo glorioso, supremo entre a Hoste Arcangélica

Cristo Planetário – é um Arcanjo glorioso, supremo entre a Hoste Arcangélica.

O Mistério de Cristo é tão sublime e tão poderoso em Sua importância que transcende qualquer definição humana. Tão profundo é o Seu significado que nunca pode ser dosado ou expresso por meras palavras; só pode ser sentido no silêncio da contemplação espiritual.

A Hierarquia de Capricórnio é o lar dos Arcanjos; mas durante o período de Sua missão nesse Planeta, Cristo e Seus ministros Arcangélicos faz Seus lares no revestimento espiritual do Sol – pois cada corpo celestial tem um revestimento espiritual estendendo além do espaço da sua parte visível. Do mesmo modo, cada ser humano tem uma extensão espiritual, além do seu veículo físico.

poradmin

Cristo Cósmico: o mais elevado Iniciado do Período Solar

Cristo Cósmico – O Sol do nosso Sistema Solar é o tríplice. Podemos ver o Sol físico. Por trás dele, ou escondido por ele, está o Sol espiritual, de onde vem o impulso do Espírito do Cristo Cósmico.

O Mistério de Cristo é tão sublime e tão poderoso em Sua importância que transcende qualquer definição humana. Tão profundo é o Seu significado que nunca pode ser dosado ou expresso por meras palavras; só pode ser sentido no silêncio da contemplação espiritual.

A diferença entre Cristo da Terra e o Cristo Cósmico é melhor entendido por meio de uma ilustração. Imagine uma lâmpada no centro de uma grande esfera oca de metal polido. A lâmpada envia raios de luz de si para todos os pontos da esfera e os refletirá em vários lugares. Do mesmo modo, o Cristo Cósmico – o mais alto Iniciado do Período Solar – envia Seus raios emitidos.

Quando tínhamos nos desenvolvido o suficiente, Cristo veio e encarnou aqui na Terra; então um raio do Cristo Cósmico veio aqui e encarnou no Corpo do nosso Irmão Maior Jesus. Após o sacrifício no Gólgota Ele entrou na Terra, e tornou-se Seu Espírito Planetário Interno.

Não foi outro, senão o Cristo que apareceu a Moisés no episódio da sarça ardente. Tal fenômeno foi reflexo do Cristo Cósmico, conforme Ele se aproximou mais da Terra, antes de Sua encarnação humana. Cristo é o Senhor do Sol e Chefe dos espíritos de Fogo, os Arcanjos. A Dispensação Cristã está intimamente guiada pela Hierarquia de Leão, os Senhores da Chama. Assim, a Iniciação de Fogo é diretamente ligada aos Mistérios de Cristo.

Foi o Cristo Cósmico, localizado no meio da Glória Solar, que ensinou a Seus Discípulos os mistérios mais profundos da nova fé na nova Era, a Era de Peixes, que eles iriam, então, transmitir ao grupo de Discípulos mais próximos do futuro.

A Crucificação do Cristo Cósmico começa, todo ano, quando o Sol está em Libra, no Equinócio de Setembro, quando a Glória desce para o “Hades”[1] do Planeta Terra.

O Equinócio de Março é o momento em que o Cristo Cósmico é libertado dos grilhões terrestres que Ele se aprisionou, durante os meses de dezembro, janeiro e fevereiro.

A Estação do Advento se estende pelo mês de dezembro e é anunciada como uma Festividade de Luz. O impulso espiritual da estação prepara a humanidade para o derramamento das forças celestiais acompanhando o renascimento do Cristo Cósmico em nossa esfera terrestre. Esse período é seguido pela estação do Solstício de Dezembro que se estende de 21 de dezembro à 24 de dezembro e culmina com o dia seguinte, o 25 de dezembro, no Natal, o dia mais profundamente reverenciado em toda a Cristandade.

O Cristo Cósmico será a figura central da vindoura religião da Era de Aquário.

[1] N.T.: profundezas

poradmin

Médium: clarividente involuntário, apto para ser dirigida pela vontade dos demais

Médium – Falando em termos gerais, pode-se dizer que a humanidade atual está dividida em duas classes: as que tem a conexão entre o Corpo Vital e o Denso muito forte e as que a tem muito débil.

A primeira classe é formada pelas pessoas comuns, que vivem preocupadas com suas empresas materiais e que não tem contato algum com os Mundos espirituais. A última classe pode ser dividida em outras duas. Numa delas a vontade atua interiormente e, portanto, são pessoas positivas. A essa classe pertencem os clarividentes treinados e os Auxiliares Invisíveis. A outra classe é negativa e apta para ser dirigida pela vontade dos demais. A essa classe pertencem os médiuns.

Se uma pessoa tem a conexão débil entre o Corpo Vital e Denso e é de temperamento negativo, pode tornar-se presa dos espíritos desencarnados, como um médium. Os espíritos que andam errantes e que desejam se manifestar, podem extrair das citadas pessoas seu Corpo Vital do baço e empregar, temporariamente, o Éter de que é composto para materializar formas espíritas, devolvendo o Éter ao médium uma vez terminada a sessão.

Quando um médium permite que seu Corpo Vital seja empregado por entidades do Mundo do Desejo que querem se materializar, o Corpo Vital sai pelo lado esquerdo, através do baço, que é sua “porta” particular.

Então, as forças vitais não podem fluir no organismo como o fazem geralmente e o médium fica exausto e alguns deles veem-se obrigados a fazer uso de estimulantes, pelo que, com o tempo, convertem-se em beberrões incuráveis.

poradmin

Memória da Natureza: todo o conhecimento é guardado e todos os acontecimentos do passado e os mistérios do futuro estão lá gravados

Memória da Natureza – todo o conhecimento é guardado e todos os acontecimentos do passado e os mistérios do futuro estão lá gravados. Para que uma pessoa possa ter acesso a essas informações é necessário que ela cultive continuamente a verdadeira e profunda espiritualidade dentro de si, dia a dia, e esse procedimento, sem interrupção, trará o desenvolvimento do Sexto Sentido (clarividência), do Corpo-Alma e do Corpo Etérico. Isso poderá acontecer ainda nesta vida a quem assim agir, como também será um preparo para mais tarde, para outra vida.

Um vidente bem treinado e desenvolvido pode tirar da Memória da Natureza a história de qualquer acontecimento passado que tenha escolhido, mesmo que esse fato tenha ocorrido há milhares de anos. O futuro é também um livro aberto para ele. Por meio do Corpo Alma é possível entrar conscientemente nos Mundos Invisíveis, enquanto o Corpo Físico é deixado e permanecerá num estado de sono, e nesses Mundos tirar conhecimento de suas leis e condições.

Aqueles que duvidam do que se disse acima poderiam ficar convencidos dessa verdade se trabalhassem sobre si mesmos e pudessem investigar o suficiente para obter tais conhecimentos. A prova final da possibilidade de se possuir tais forças é que elas são encontradas quando a pessoa se propõe a trabalhar em si mesma e começa a desenvolver o seu eu interno. Centenas de pessoas possuem hoje esse poder e esse número cresce continuamente.

O cientista materialista de hoje está impotente em lançar qualquer luz sobro o assunto e a ciência espiritual só pode resolver problemas de ordem espiritual. No entanto, a ciência materialista pode verificar e confirmar muitos dos fatos tirados da Memória da Natureza pela ciência oculta, comprovar a sua veracidade por intermédio da pesquisa científica e isso pode ser valioso para mais tarde, para os dias que virão. A verdadeira Memória da Natureza se encontra no Mundo do Espírito de Vida. Há dois lugares onde há seu reflexo, impreciso e com cuidado no uso: quarta região do Mundo do Pensamento e Éter Refletor na Região Etérica do Mundo Físico. Quando o investigador ocultista deseja estudar um sucesso da história passada do ser humano pode muito facilmente chamar ante sua Mente a imagem existente dele na Memória da Natureza. Há na Natureza uma recordação de nosso passado que abarca até seus mais mínimos detalhes. O clarividente treinado, que pode ler na Memória da Natureza, pode observar as diversas vidas de um ser humano, como se uma película cinematográfica se desenvolvera ante ele no sentido inverso. Veria primeiramente a vida atual do ser humano em questão, depois seu nascimento, sua estada nos Mundos invisíveis, depois a morte de sua vida anterior, todo o qual se desenvolveria por si mesmo em sentido inverso, passando pela virilidade, a juventude, a adolescência e a infância até o nascimento, e assim sucessivamente através das diversas vidas.

poradmin

Minerais: onda de vida que começou sua evolução no Período Terrestre

Minerais – onda de vida que começou sua evolução no Período Terrestre; chegarão a ser humanos no Período de Vulcano. Dispõe somente de Corpo Denso. A não possuir Corpo Vital não podem crescer, propagar-se ou mostrar vida sensível. Unicamente o Éter mais inferior dos quatro, o Químico, está ativo nos minerais. Sua inércia é devida então a carência de veículos vitais. Somente o raio mais potente e espiritual pode tentar penetrar o assento de consciência da onda de vida que anima o Reino Mineral e, portanto, encontramos nas alturas das montanhas o raio azul do Pai que se reflete nas áridas ladeiras e como nuvem suspendida nos cânions.

poradmin

Tiroide: uma glândula endócrina; regida por Mercúrio e correlacionada com o Mundo do Pensamento

Tiroide – ou Tireoide (as duas formas estão corretas) consiste de duas massas de cor marrom, situada na parte superior da traqueia e junto à laringe, ligada logo abaixo ao pomo de Adão por um estreito istmo do mesmo tecido. A Tireoide surge do mesmo tecido e quase do mesmo ponto que o lóbulo anterior do Corpo Pituitário, pesando aproximadamente 28,4 g. Cada lóbulo da Tireoide tem em torno de 5 cm de comprimento, 2,5 cm a 3,75 cm de largura e 1,9 cm de espessura. Essa glândula é um dos primeiros órgãos a distinguir-se no embrião humano, começando primeiramente como um sulco no fundo da boca por volta da terceira semana de vida do feto. Ao alcançar 0,62 cm no embrião, o tecido da Tireoide se separa e o sulco fecha-se.

A importância da Tireoide é acentuada pela riqueza de sua circulação. Essa glândula recebe aproximadamente quatro vezes mais sangue, em proporção ao seu tamanho, do que os rins, os quais se destacam pelo seu alto grau de atividade funcional. É mais pesada na mulher do que no homem, tornando-se maior durante a excitação sexual, na menstruação e na gravidez.

A glândula Tireoide é regida pelo Espírito Planetário de Mercúrio.

Ao ser despertada, o indivíduo entra em contato com o Mundo do Pensamento, em harmonia com a música das esferas. Vê, conscientemente, os arquétipos de tudo que existe no mundo físico, e aprende como a sua vida futura é traçada pelos Anjos Arquivistas.

O centro espiritual na glândula Tireoide vibra em violeta.

poradmin

Timo: uma glândula endócrina; regida por Vênus e correlacionado com o Mundo Desejo

Timo – a Glândula Timo está situada no peito, entre os dois pulmões, e por trás do esterno. Projeta-se para baixo, cobrindo a parte superior do coração, envolvendo os grandes vasos na parte de cima. É uma massa pardacenta que, ocasionalmente, quando é cortada, tem a aparência de uma moela.

Situa-se sobre a traqueia, aparecendo como um crescimento da terceira bolsa da faringe (uma cavidade tubular no canal alimentício que começa na parte anterior da boca). Alcança seu maior tamanho no início da puberdade, pesando na ocasião do nascimento 14 g. Sua largura é de 3,75 cm e o comprimento é de 5 cm. Atinge o ponto de dissecação aos vinte e um anos. Seu desaparecimento gradual, subsequentemente, é assinalado pela perda da estrutura glandular que é substituída por um tecido fibroso e adiposo. Vestígios do tecido característico Timo, entretanto, persiste bem como certas células segregado sãs que assim permanecem durante toda a vida.

No passado, acreditava-se que a glândula Timo se atrofiava na puberdade, porém atualmente sabe-se que suas células secretoras continuam em manifestação durante toda a vida. Quando tais células são muito numerosas a glândula se torna de cinco a dez vezes maior do que a normal e um número de outros aspectos faz-se proeminente, dotando o indivíduo com características extraordinárias, fazendo-a vítima do “estado tímico”. É exato que o Timo é a glândula que faz as crianças pueris e, por vezes, os adultos infantis. Entre as artérias que nutrem a glândula Timo há ramos das artérias mamárias, o que indica a estreita relação existente entre a mãe e o filho. Os minúsculos nervos vêm do sistema nervoso simpático e do 10º nervo craniano ou nervo pneumogástrico.

Vênus controla a glândula Timo. As emoções são desenvolvidas pelo raio amoroso de Vênus. A sede das emoções é o Corpo de Desejos e esse Corpo liga o indivíduo com o Mundo do Desejo. Quando a no­ta‑chave de Vênus põe em atividade a nota‑chave da glândula Timo, o indivíduo desenvolve a mais alta forma de amor, habilidade artística, alegria, atração, cooperação e união.

O centro espiritual na glândula Timo vibra em amarelo.

poradmin

Suprarrenais: duas glândulas endócrinas regidas por Júpiter e correlacionadas com o Mundo Físico

Suprarrenais – são duas glândulas com o formato aproximado de barrete frígio cobrindo a parte superior dos rins. Identificam se facilmente pela sua gordura amarelada. Por séculos essas importantes glândulas não foram reconhecidas como partes ou órgãos separados dos rins. Na infância e na juventude são relativamente maiores, mais proeminentes que no adulto. Em qualquer idade, a quantidade de sangue que passa pelas suprarrenais é muito grande comparada com o seu tamanho. O grande valor dessas glândulas não pode ser subestimado, a sua importância na economia do corpo será melhor compreendida quando verificamos que a morte ocorre imediatamente após a possível ablação.

As glândulas Suprarrenais são regidas por Júpiter. A energia expressa por Júpiter manifesta-se principalmente como benevolência, visão, expansão, otimismo, filantropia, cortesia, generosidade, cordialidade, habilidade para compreender o funcionamento da lei cósmica, a ideação, ou seja, o poder de formar e relacionar ideias e o entendimento religioso.

Presentemente, o trabalho de Júpiter em relação a nossa humanidade diz respeito ao plano físico. Por intermédio do poder espiritual gerado pelas Suprarrenais, o Ego aprovisiona-se com a força necessária para aperfeiçoar seu Corpo Denso e conquistar o Mundo Físico, completando assim sua evolução dentro da esfera mundana. O centro espiritual das Suprarrenais vibra em azul.

Presentemente, o trabalho de Júpiter em relação a nossa humanidade diz respeito ao plano físico. Por intermédio do poder espiritual gerado pelas Suprarrenais, o Ego aprovisiona-se com a força necessária para aperfeiçoar seu Corpo Denso e conquistar o Mundo Físico, completando assim sua evolução dentro da esfera mundana. O centro espiritual das Suprarrenais vibra em azul.

poradmin

Esotérico: oculto, não acessível para a maioria; o contrário de exotérico

Esotérico – oculto, não acessível para a maioria; o contrário de exotérico. Esoterismo vem do grego: esotericos, que quer dizer: conhecimento complexo e entendimento restrito a um círculo de especialistas. Relacionamos com interno, oculto e reservado. Para passarmos de nível utilizamos as iniciações.

Como aprendemos nos Ensinamentos Rosacruzes: a religião Cristã é a mais elevada fornecida ao Ser Humano até o momento presente. Então, repudiar a religião Cristã, seja ela exotérica ou esotérica, por qualquer sistema antigo é como preferir livros científicos desatualizados ao invés dos mais novos que contém as mais recentes descobertas.

Da mesma forma, desprezar a crença nos ensinamentos da igreja relativa ao perdão dos pecados, ao poder salvador da fé e a eficácia da oração é um fator de atraso para o Aspirante à vida superior. Pois impelidos pela razão, muitos de nós afastamo-nos da igreja e tornamos as nossas vidas vazias. A saída é um retorno com renovada devoção nascida de uma compreensão mais profunda das verdades cósmicas.

Notemos isso quando entendemos a mensagem cristã que a Bíblia nos transmite e que conseguimos distinguir entre: o conteúdo essencial (“interior”) – ensinamento esotérico e a forma estrutural (“exterior”) – ensinamento exotérico.

A forma estrutural que aparece como religião sugere uma radiação exterior, um véu. E é com isso que externa os principais problemas: a pretensão de posse exclusiva da verdade; a rejeição das realidades Iniciáticas; a fixação no dogmatismo; o conhecimento público que tende a sofrer modificações advindas das interpretações individuais.

Lembremo-nos do ensinamento de São Pedro: “Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal” (IIPe 1:20).

Também vemos que São Paulo formulou que as Escrituras cristãs nos fornecem dois “tipos” Evangelhos: um exotérico (relacionado com a personalidade mundana): “Resolvi não saber coisa alguma, entre vós, senão Jesus Cristo, e este crucificado” (ICor 2:2) e outro esotérico (relacionado com a individualidade espiritual): “Não sabeis que sois templo de Deus?” (ICor 3:16).

Percebam: é o primeiro “tipo” que o Cristianismo Popular mais prega e divulga; mantém com o carácter que conhecemos e tem sido a tônica permanente da sua doutrina.

Por outro lado, vejam que o Cristianismo em si não é exclusivamente esotérico: é uma religião dada por Cristo para a salvação de todos e comunicável a todos!

poradmin

Exotérico: comum, acessível para a maioria; o contrário de esotérico

Exotérico – comum, acessível para a maioria; o contrário de esotérico. Vem do grego: exotéricos e, pelo latim: exotericu, que quer dizer: conhecimento passível de ser divulgado para o público. Relacionamos com externo, público e profano. Para passarmos de nível utilizamos as conversões.

Assim, Exotérico é tudo que se fala abertamente sobre: uma filosofia, uma corrente de pensamento, uma religião, etc., ou seja: todo ensinamento dado publicamente, sem reservas. É representado pelas grandes religiões: Cristianismo Popular – igreja católica, protestante, ortodoxa, etc., Budismo, Judaísmo, Islamismo, etc. É por isso que cada religião possui três elementos imprescindíveis:

  • Uma Doutrina sobre o Criador: de onde viemos, porque estamos aqui e para onde vamos;
  • Um conjunto de Rituais (ajudam a incorporar a Doutrina);
  • Um conjunto de Símbolos (ajudam a entender a verdade exposta na Doutrina e corporificada nos Rituais)