cabeçalho4.fw

Valores dos Alimentos

Valores dos Alimentos

As proporções normais dos princípios alimentares em uma boa dieta são: carbo-hidrato - 60%; gorduras - 25% e proteínas - 15%. Além disto, para manter a regularidade dos processos fisiológicos devem existir também minerais, vitaminas, agua e celulose. O esboço geral, dado abaixo, pode ser útil para planejar uma dieta equilibrada, de acordo com as necessidades individuais:

CARBO-HIDRATOS: produzem calor e energia. Fontes: açúcares e amidos, principalmente açúcar de cana, beterrabas, frutas doces, mel, cereais, batatas e vegetais que tenham fécula.

GORDURAS: produzem calor e energia. Fontes: manteiga, creme de leite, azeites vegetais, azeite de oliva, nozes, produtos a base de azeite de algodão, chocolate, coco e abacate.

PROTEÍNA: construir e reparar tecidos. Fonte: leite, queijo, ovos, nozes, legumes e abacate.

MINERAIS

FERRO: ajuda no fornecimento e transporte de oxigênio aos glóbulos vermelhos. O ferro é um dos constituintes da hemoglobina. Fontes: gema de ovo, verduras de folhas verdes, legumes, produtos de grão inteiriço, melaço, frutas secas, morangos, cerejas, etc.

CÁLCIO: constrói ossos e dentes, coagula o sangue e ajuda a regular o metabolismo mineral. Fontes: leite, queijo, grãos inteiros, legumes, verduras, frutas, melaço.

FÓSFORO: forma parte de toda célula ativa do corpo e juntamente com o cálcio da rigidez aos ossos e dentes. Fontes: leite, legumes, cereais de grãos inteiros, frutas e verduras, especialmente cenouras.

IODO: mantém a regularidade da glândula tireoide. Fontes: alface, alga marinha, nabos, rabanetes, beterraba, aveia, cenoura e leite de cabra,

Outros minerais, como o potássio, magnésio, enxofre e o cloro são necessários na dieta, mas estão de tal modo combinados naturalmente com os minerais acima mencionados que não é necessário dar-lhes atenção especial na dieta comum.

VITAMINAS

A vitamina A ajuda a promover o crescimento e a nutrição em geral. Evita as doenças respiratórias e as infecções. Fontes: manteiga, creme, gema de ovo, verduras de folhas e cenoura.

Vitamina B (antineurítica) favorece a nutrição e aumenta apetite, assim como evita as doenças dos nervos e da pele. Fontes: levedura, gema de ovo grãos inteiros, legumes, alfafa, verduras (especialmente espinafre, tomate e aspargo), frutas, nozes e leite.

Vitamina C (antiescorbútica) promove a nutrição, evitando as doenças da boca e gengivas. Fontes: frutas cítricas, tomates, abacaxi, verduras de folha, cenoura, cebolas cruas, etc.

Vitamina D (antirraquítica) promove a nutrição e produz o deposito de minerais nos ossos e dentes. Fontes: gema de ovo, creme, manteiga, luz solar direta sobre a pele, verduras de folha.

Vitamina E (fator antiestéril, associado com a vitamina B) ajuda a reprodução e a lactância. Fontes: trigo inteiro, germe de trigo, xarope de aveia, milho tenro e a maioria dos azeites vegetais.

Vitamina G (fator antipelagroso, associado com a vitamina B) ajuda a impedir a pelagra. Para cura-la se recomenda uma alimentação rica em albuminas: ovos, gorduras, açúcar, leite e substituição de milho por trigo, agregando legumes e verduras verdes.

CELULOSE: produz volume (bolo fecal) para limpar os intestinos, estimulando também os movimentos peristálticos. Fontes: "salvado", cereais inteiros, verduras frescas e frutas.

CALDO DE MINERAIS: colocar de molho a noite: 1 xicara de "salvado", ½ xícara de aveia em 2 litros de água; na manhã seguinte, bater o conteúdo e passá-lo em um ralo bem fino, deixando o caldo somente, ao qual se agregarão em pequenos pedaços: 2 batatas previamente lavadas (sem tirara casca), 2 cenouras, 1 ramo de aipo com suas folhas, picado bem fino e 1/2 molho de salsa verde, também picado bem fino. Cozinhar a mistura em fogo lento até que os ingredientes estejam bem moles, então passando novamente pelo ralo fino. O caldo resultante será tomado duas xícaras por dia, a qualquer hora que se deseje. Este caldo é de efeito curativo e benéfico para o organismo em geral. Fortalece a circulação sanguínea; alivia as doenças da próstata, hemorroidas, inflamações de aparelho digestivo, assim como nos transtornos comuns da menstruação.

 

(publicado na Revista Serviço Rosacruz de fev/76)