cabeçalho4.fw

A Mudança dos Padrões Dietéticos

A Mudança dos Padrões Dietéticos

A atitude mental das pessoas tem muito que ver com seu estado de saúde. Isto é ponto pacífico. Também vem sendo amplamente demonstrado que muitas das enfermidades são originárias de errôneos hábitos alimentares. Na verdade, ambos os fatos se encontram intimamente relacionados. Todas as pessoas que comem em demasia, várias vezes ao dia, ou ingerem alimentos antinaturais, necessitam de modificar suas atitudes mentais. Há seres humanos, contudo, que embora tenham estabelecido para si uma sistemática alimentar saudabilíssima, ainda são incapazes de manter-se mentalmente positivos.

Com o passar dos tempos a humanidade aprenderá a alimentar-se convenientemente, uma vez que se processa uma mudança gradual no organismo humano. Tal mudança abrange também a alimentação. A evolução está promovendo a eterização dos Corpos humanos e paralelamente um refinamento da mente. Consequentemente o ser humano está (embora ainda em pequeno número) deixando a alimentação carnívora, substituindo-a pela dieta composta de frutas, verduras e legumes, a qual adapta-se melhor às necessidades presentes e futuras de seu organismo.

A carne e o álcool já cumpriram suas finalidades evolutivas, e por esta razão não terão lugar no futuro. Isto se aplica também a outros hábitos alimentares herdados do passado, tais como a ingestão de alimentos super cozidos, doces, etc. Hoje, os vegetais frescos, puros e crus estão sendo preferidos não só como alimentos, mas até como medicamentos. Isto porque contêm os elementos químicos indispensáveis à manutenção do corpo, além de uma superabundância de Éter.

(Publicado na Revista Serviço Rosacruz de 03/73)