cabeçalho4.fw

Noções básicas de Alimentação Vegetariana para crianças depois dos quatro meses

Noções básicas de Alimentação Vegetariana para crianças depois dos quatro meses

1. Havendo leite materno, deve dar-se o máximo de tempo possível. A couve-flor, cominho (kümmel) ativam a formação de leite. A mãe deve tomar leite de vaca e bastante água, antes e depois das mamadas. Evitar salsa, que inibe a lactação.

2. Se a criança continuar mamando, as sopas podem começar aos seis meses.

3. Recomenda-se esta sequência de alimentos:

1º laranja lima;

2º banana maçã (observar - pode soltar o intestino)

3º maçã doce, cenoura. Depois: limão, mamão, abacate (todos soltam o intestino). Fubá (prende o intestino), fazer mingau de leite e água em partes iguais. Sucos de frutas: mamão, pera, maçã doce, uva doce, laranja lima ou bem doce, banana maçã e cenoura. Banana maçã, amassada com flocos finos de aveia e uma colher das de chá de mel puro.

4º A criança que tome leite em pó, já aos 4 meses pode ir recebendo leite natural diluído com água, observando-se a reação, para ir diminuindo a água de 2 em 2 ou de 3 em 3 dias. Já pode ir recebendo mel ou rapadura ralada, em vez de adoçantes preparados. Conveniente o uso de açúcar mascavo, por ser menos industrializado, inclusive para toda a família.

5º Usar farinhas integrais de trigo, de arroz, de cevada, de soja, de centeio, mista, flocos finos de aveia, "maisena", etc. Começar com mingau, uma vez ao dia - almoço - e depois de 20 a 30 dias, também ao jantar.

6º Se a criança estiver sendo alimentada com leites de farinhas, observar:
Cada dia uma farinha diferente, para usar os vários tipos;
Adoçar pouco, para a criança não adquirir o hábito a coisas muito doces;
Manter certas reservas, quanto a produtos cujas plantações são saturadas de inseticidas e herbicidas.

7º Ao passar para sopas, procurar sempre seguir a combinação de:
1 raiz
1 fruto
1 folha ou flor
1 cereal integral.

8º Raízes - Inhame, cara, cenoura, beterraba (observe que as beterrabas, às vezes, assam as crianças), batata doce e mandioquinha. Evitar a batata comum no primeiro ano de vida, inclusive cebola e alho.

9º Frutos – Abobrinha, abóbora, vagem, chuchu e tudo o que está dependurado na planta. Evitar o tomate, até que a criança passe a comer a alimentação dos adultos. Os médicos convencionais recomendam por causa da vitamina "C", mas usando laranja e limão, a criança estará recebendo o suficiente dessa vitamina. O tomate é outro legume saturado de inseticida.

10º Folhas e Flores – Alface, couve, salsa, espinafre, coentro, cebolinha, brócolis, couve-flor e a flor de abóbora. Evitar repolho, por gerar gazes e observar a couve-flor e salsão.

11º Cereais integrais - arroz, trigo, cevada, etc. em forma natural. Observe que os produtos integrais não podem ser guardados por muito tempo, por criarem bichinhos facilmente.

4. Fazer coalhadas em casa ou usar iogurte natural (branco) e adoçá-lo em casa. Se quiser aromatizá-lo, faça-o com compotas, também feitas em casa. Pode-se começar a dar à criança, assim que ela comece a usar maior variedade de alimentos, mas não é fácil determinar um início exato, pois depende de que a mesma os aceite. É necessário ter-se bom senso e observar e, dar alguma novidade, quando os alimentos anteriores, estiverem sendo bem recebidos e digeridos pela criança. No 1º filho a mãe ainda é insegura, mas não precisa ter receio e sim fé e confiança na pureza alimentar.

5. Cuidado para não exagerar nas frutas. Dar chás de ervas, não só sucos (erva doce, hortelã, maçã, etc.).

6. Se acontecer desarranjo muito grande disenteria que não para, cessar com toda a alimentação normal e dar água de arroz (aí pode ser o arroz branco que é de mais fácil digestão), misturado ao leite, podendo ser em partes iguais, ou até quase só água de arroz - a proporção depende do estado. Em casos extremos, consulte o pediatra.

7. Dar 2 a 3 vezes ao dia a seguinte sopa:
Descascar e picar 1/2 kg de cenouras e cozinhar durante uma hora em bastante água. Passar por peneira, salgar levemente e dar bem rala. Quando a criança melhorar, passar para uma sopa feita de cenouras, arroz, um dente de alho, um raminho de salsa, água, um pouco de azeite de oliva e pouco sal. Tudo deve ser passado pela peneira. É desoxidante.

8. Aveia solta o intestino - o fubá prende.

9. Após 1 a 2 meses de sopas, conforme o 7º item acima, passar a usar:
2 raizes
2 frutos
2 folhas ou flores
2 cereais.
Não cozinhar as verduras e legumes por mais de 15 minutos, para manter vivas todas as propriedades nutritivas. Sempre usar a panela tampada e, quando for necessário destampá-la para ver o andamento do cozimento, faça-o rapidamente para não deixar escapar o vapor, pois este está repleto de sais minerais e vitaminas. Quando a sopa estiver pronta, desligar o fogo e deixar a panela tampada até amornar. Então passar pela peneira.
Outro ponto importante, válido para toda a cozinha (não só a sopa da criança): uma vez fervendo o alimento, baixar a chama para o mínimo.
Também válido para toda a cozinha:
Nunca usar uma quantidade grande de água para cozinhar legumes e verduras;
Pôr só a água necessária para os 15 minutos de cozimento. Quando se usa muita água, no fim ela é despejada no ralo e com ela, vão os ricos sais minerais e vitaminas;
Se empregar cereal em grão, que naturalmente leva mais tempo para cozinhar - pôr este primeiro no fogo - para depois acrescentar as verduras e legumes;
No caso de trigo cortado, cevada, etc., convém deixar previamente de molho em água. Pode-se também usar aveia em flocos finos para as sopas.

10. Evitar dar, com frequência, bolos, pudins e doces como sobremesas. Engordam desnecessariamente e, uma gordura duvidosa e flácida não é saudável.

11. Quando a criança já mastigar as frutas secas: uvas-passas, damasco doce, tâmaras, ameixas pretas, nozes e amêndoas, dar 1 a 2 vezes por semana no máximo. Dar pedaços de coco e cenoura inteira, para mastigar. É importante dar coisas para a criança usar os dentes.
Se usar tudo triturado e líquido, acarreta uma defeituosa formação das arcadas dentárias, pela falta. Do uso dos dentes em mastigação.

12. A inclusão de ovo é recomendável após o 3º ano de vida, desde que, durante esse tempo, tenha recebido uma alimentação natural e planejada, então o desenvolvimento da criança já permitirá uma digestão sem problemas. Os ovos devem ser dados apenas no almoço e, no início só meio ovo por semana, depois meio cada 3 dias, aumentando gradativamente, sem usar todos os dias.

13. O germe de trigo é muito nutritivo, podendo usar uma colher das de chá dentro da sopa, sem cozinhá-lo. Os adultos também deveriam usar uma colher das de sopa.

14. Usar bastante mel e menos açúcar, inclusive os adultos. O importante é conseguir mel puro.

15. Crianças e adolescentes devem tomar bastante leite.

16. As folhas de beterraba e de cenoura são muito nutritivas, mas não sendo muito gostosas, podem ser usadas nas sopas, aproveitando apenas o caldo.

17. Quem puder ter um canteiro em casa, pode plantar alguns vegetais, como cenoura, salsa, alface, cebolinha, rabanete etc. Manter a terra fofa e com umidade adequada e sem uso de adubos químicos.

(Cozinha Vegetariana - Fraternidade Rosacruz)