cabeçalho4.fw

Astrologia e Religião

Astrologia e Religião

Nosso Sistema Solar se move como um todo pelo Cosmos. Isso se chama a Precessão dos Equinócios, o retrocesso do ponto para cada mês de março. A cada, aproximadamente, 2160 anos o nosso Sistema Solar percorre outro Signo que rege a forma da religião. Essa mudança de um Signo para outro acontece de forma gradual.

Em torno de 6000 a.C. - O nosso Sistema Solar, ou o ponto do mês relativo a março ficava em Gêmeos. E oposto a este está o Signo de Sagitário. Ambos os Signos têm seu papel.
Na Pérsia existia, então, a Religião com Ormuzd e Ahriman; e o Deus Nórdico Thor, que era o senhor dos ventos, dirigia sua carruagem, puxada por dois bodes, pelos Céus. Thor também é chamado de Donar e assim reconhecemos donderdag , Donars-dag. Esse dia astrologicamente é regido pelo Planeta Júpiter, que pertence ao Signo oposto de Gêmeos, Sagitário.

Em torno de 4000 a.C. - Aproximadamente 2000 anos depois, o ponto do mês relativo a março entrou no Signo de Touro, com seu oposto Escorpião. Touro é um Signo de Terra, e seu oposto Escorpião antigamente era também chamado de Águia. Este é um Signo de Água, e rege a 8ª Casa, a da morte.
Os Gregos, então, veneravam o Minotauro, o Touro de Minos. O Rei Minos pediu a Poseidon para enviar um Touro que ele pudesse fazer oferendas.

No Egito existia o touro Apis. Então as posses terrenas eram muito valorizadas e 'os potes de carne do Egito' ainda é um termo reconhecido atualmente. Os mortos eram presos à Terra com o embalsamento, e, nas sepulturas dos ricos, seus servos e todos os pertences eram enterrados juntos para serem usados na vida além. Eles iam até lá de barco.

Para os Edas da Islândia ou os Vedas Nórdicos é Siegfried que mata a serpente. E bebendo de seu sangue ele se torna sábio. A serpente tem o veneno em seus dentes, a cabeça, um símbolo positivo; no escorpião o veneno fica na cauda, um símbolo negativo.

Nos Religiosos Egípcios saía da testa, logo acima da raiz do nariz, no local da câmara escura, onde se encontra o Espírito Humano, a cabeça de uma serpente, chamada Naja, o que simbolizava sua sabedoria. Iniciados dessa 'Escola de Serpentes' eram chamados "filhos da luz", Free Messen, um termo que conhecemos como Maçons. Estes religiosos também conseguiam realizar milagres, por exemplo, transformando um cajado em uma serpente viva.

Em torno de 2000 a.C. - O ponto do mês relativo a março atingiu o Signo de Áries, com seu oposto Balança. Como descrito no Antigo Testamento, os Israelitas ofereciam o carneiro e marcaram as portas com o sangue dele. De Libra, a balança, eles receberam não apenas os Dez Mandamentos, mas muitas outras leis e regras.

A adoração de antigos deuses era considerada uma idolatria. Isso lemos na Bíblia quando Moisés desce da montanha e encontra o bezerro de ouro que fora construído pelos Israelitas. Ouro é a forma mais nobre, lembre-se dos alquimistas que tentavam transformar metais inferiores em ouro. O Bezerro de Ouro simboliza então o mais nobre da Era de Touro. Mas era idolatria e, portanto, Moisés o destruiu.

Moisés conseguia realizar milagres, pois depois que os Religiosos Egípcios transformaram seus cajados em serpentes, ele jogou seu cajado no chão e também o transformou em serpente. Mas a serpente de Moisés destruiu as serpentes dos Egípcios. Isto significa que seu conhecimento era superior ao deles.

Moisés era um representante da Era de Áries e não poderia auxiliar o povo escolhido a entrar na Era de Peixes. Isso conseguiria Josué, o filho de Nun, ou melhor, Jesus, o filho de Peixes; a Era de Peixes.

O ano 0 (zero), quando Jesus nasceu por volta de 6 a.C., o ponto do mês relativo a março se encontrava, aproximadamente 7 graus em Áries (um Signo contém 30 graus; ainda levaria aproximadamente 430 anos até a entrada da Era de Peixes). Cristo diz, portanto, que Ele é o Cordeiro, que será imolado e se dizia o Bom Pastor.
Como precursor da Era seguinte Peixes-Virgem ele alimenta o povo com 2 peixes e 7 pães. O símbolo para o Signo de Peixes são dois peixes; o de Virgem é uma mulher deitada sobre um braço num trigal ceifado com os feixes enfileirados; em sua outra mão estão sete hastes de trigo. Jesus nasceu em Belém, que significa a casa do Pão, de uma virgem, portanto alguém de vida pura e daí a Imaculada Concepção.

Quando Jesus foi batizado no Jordão, desceu através do símbolo da pomba, o Espírito de Cristo em seu Corpo, e aí se inicia uma nova Religião, o Cristianismo. As religiões anteriores todas apontam para Aquele que vem, mas Cristo disse: "Eu sou a luz do mundo".

Vemos os primeiros Cristãos que desenham o símbolo de Peixes nas Catacumbas de Roma. Também os Religiosos Católicos Romanos têm a cabeça de Peixe, o Mitra, em seu cajado. Na entrada da Igreja tem uma bacia com água, magnetizada pelo Padre, e as pessoas colocam seus dedos nela e passa a água na testa, logo acima da raiz do nariz, onde se encontra o Espírito Humano, e desta forma indica que está sob o jugo da Igreja. Eles vivem em castidade, em mosteiros, pois a 12ª casa onde está o Signo de Peixes, é a casa da reclusão, mosteiros, instituições; e os religiosos comiam peixe às sextas-feiras.

Em torno de 2600 - Mas Cristo apontou na sua despedida ao tempo que virá, o de Aquário-Leão. O regente de Leão é o Sol, que simboliza o coração, e o Aguador é alguém que ama todo mundo, não apenas sua família, que é altruísta, portanto.

Na busca de um local para a última Ceia Cristo falou para dois de seus Discípulos que precisavam organizar isto: siga o homem com um Cântaro de Água, que simboliza Aquário. Também, que Ele, Cristo, deve nascer em nossos corações. As Igrejas começam a ficar vazias. Apesar de parecer que ainda muitos são crentes, considerando a venda de livros de assuntos espirituais, mas que escolhem a 'liberdade' de Aquário. Deverá surgir outra forma de Religião.

Conforme os últimos cálculos astronômicos a Era de Aquário deve começar por volta de 2660, mas agora já sentimos sua influência.

(Por Ger Westenberg, Fraternidade Rosacruz da Holanda)