Como se harmonizam os Ensinamentos Rosacruzes com a Bíblia nos seguintes pontos: "salvadores": Jesus como o Salvador, e O classificam juntamente com Buda e Maomé; a Bíblia diz que "Jesus é o Filho unigênito de Deus"

Pergunta: Como se harmonizam os Ensinamentos Rosacruzes com a Bíblia nos seguintes pontos: os Rosacruzes falam de "salvadores" e de Jesus como o Salvador, e O classificam juntamente com Buda e Maomé; a Bíblia diz que "Jesus é o Filho unigênito de Deus" (Jo 3:16); diz também que "debaixo do céu NENHUM OUTRO NOME foi dado aos homens, pelo qual nós devamos ser salvos" (At 4:12); Jesus disse "Ninguém vem ao Pai SENÃO POR MIM" (Jo 14:6)?

Resposta: Se você leu cuidadosamente os Ensinamentos Rosacruzes, verificará que neles se faz uma distinção entre Jesus e Cristo. Jesus era um homem entre os homens. Quando pesquisamos na Memória da Natureza, podemos contemplar suas vidas anteriores da mesma forma que a dos outros seres humanos, embora ele seja, provavelmente, a maior e mais nobre alma que já viveu num corpo humano. Cristo é o mais Elevado iniciado do Período Solar e jamais havia vivido num corpo terreno antes de entrar no corpo de Jesus por ocasião do Batismo, para ensinar diretamente aos seres humanos o caminho do Reino de Deus. Por essa razão, ambos, Jesus e Cristo, estão imensamente acima de grandes e nobres mestres tais como Buda, Maomé, Confúcio e outros.

A pergunta está correta ao declarar que a versão autorizada da Bíblia diz que Cristo é o único Filho de Deus, mas para entender isso, não devemos basear-nos unicamente na tradução inglesa. A frase usada na grega é ton monogene, e pode ser traduzida por "o gerado sozinho", a mesma monogenia que observamos nas plantas. Isto é, muitas plantas têm flores tanto masculinas como femininas, e são capazes de fecundar a sua própria semente de forma que essas sementes cresçam, tornando-se plantas iguais àquela que as gerou. Sabemos pela Bíblia que o ser humano foi macho-fêmea, um hermafrodita, capaz de procriar um outro ser sem a cooperação alheia, ao contrário do que acontece atualmente devido à divisão dos sexos. Por conseguinte, o que a Bíblia deseja transmitir não é que o Cristo tenha sido o único e exclusivo gerado pelo Pai. Isso pode ser ou não. Não temos conhecimento a respeito do assunto, mas sabemos pela passagem da Bíblia, que o Cristo foi gerado pelo Próprio Pai sem qualquer outro intermediário - por monogenia, o mesmo processo pelo qual uma planta possuindo flores masculinas e femininas, como já foi dito, pode reproduzir a sua espécie. Mas isso não se aplica ao corpo físico, pois o revestimento denso usado por Cristo durante o Seu ministério entre nós foi o corpo de Jesus, nascido da maneira habitual, o qual descende de David, o ancestral da sua raça, segundo os historiadores da genealogia encontrada na Bíblia.

Também é verdade quando a Bíblia diz que "debaixo do céu nenhum outro nome foi dado aos homens, pelo qual nós devamos ser salvos", e também quando disse: "Ninguém vem ao Pai senão por mim". Contudo, devemos também lembrar que essas duas declarações dizem respeito ao Espírito de Cristo que animou o corpo de Jesus durante os anos de ministério.

(Do Livro Filosofia Rosacruz em Perguntas e Respostas – Vol. II – Perg. Nº 102 – Fraternidade Rosacruz – SP)