cabeçalho4.fw

A influência dos Espíritos Planetários

A influência dos Espíritos Planetários

Todo nosso Sistema Solar pode ser imaginado como sendo um corpo cósmico de Deus. Deste grande Criador, o Pai de tudo, procede Sete Grandes Seres. Esses Seres são Inteligências Divinas inferiores, apenas, ao próprio Deus, porém, superiores a todos os outros Seres do Sistema Solar. Cada Ser rege parte do Sistema Solar e dirige certa parte do trabalho a ser feito no grande esquema evolutivo. A estes exaltados Seres chamamos de Regentes Planetários. Recebem sua energia da Vida Una, e cada um manifesta-se individualmente, conforme as necessidades requeridas pelos Seres em evolução a Seu cargo.

A Astrologia esotérica reconhece o importante papel desempenhado por estas sete Grandes Inteligências no destino da humanidade. Tentemos entender o modo pelo qual cada Espírito Planetário influencia a humanidade e como Eles trabalham para instruir os Espíritos Virginais, que estão sob a esfera de influencia particular de cada um:

URANO é o grande despertador. O Cristo Cósmico focaliza o Raio do Amor de Deus sobre esse Planeta, e o Espírito Planetário que rege reflete essa vibração até que a humanidade receba e responda à indução desse Grande Ser. Essa vibração faz com que a humanidade torne-se mais semelhante ao Cristo em sua vida diária. Esse Planeta simboliza o Espírito de Cristo ou Espírito de Vida dentro de cada um de nós. A sede positiva do Espírito de Vida está no corpo pituitário (N.R.: também conhecia como a glândula endócrina hipófise) e a sede negativa no coração. Logo o corpo pituitário é o centro espiritual por meio do qual o aspirante pode transmutar o amor terreno de Vênus no amor Universal de Urano que conduz à iniciação.

Considerando este Planeta do ponto de vista exotérico, verificamos que ele proporciona originalidade, independência e o amor a liberdade. Produz acontecimento súbito e inesperado em nossa vida e está sempre proeminente nos horóscopos dos inventores, eletricistas e investigadores cientistas.

SATURNO é o Planeta que agora consideraremos. Por meio da influência deste grande Espírito Planetário aprendemos a cantar com o salmista: “Bem aventurado é o homem a quem tu repreendes, ó Senhor, e a quem ensina Tua Lei” (Salmo 94:12). Se nos desenvolvemos apresentaremos os frutos, resultado de termos vivido.

É muito difícil o trabalho deste Grande Espírito Planetário, pois Saturno é o Planeta que nega o que obstrui. Mas, dá também estabilidade, que é de grande necessidade para o progresso evolutivo.

Saturno é o primeiro Planeta cuja influência foi sentida pela humanidade. Do ponto de vista exotérico Saturno está em íntima relação com o corpo físico, tendo muito a haver com a construção da forma. É ele quem liga o Espírito à Terra, por meio do corpo físico. Este Planeta tem regência sobre o nervo pneumogástrico pelo qual passa o átomo semente do Corpo Denso quando deixa o Corpo, por ocasião da morte, e, por essa forma, está relacionado com o fim da vida. Geralmente, vemos Saturno representado como a figura do tempo, segurando em uma das mãos uma ampulheta e na outra uma foice. Saturno é a ponte entre o real e o irreal, entre a luz e escuridão.

No plano físico, este Planeta governa a idade avançada e, no corpo humano, rege as juntas, os ossos e os joelhos. O ser humano deve aprender a controlar o efeito cristalizante de Saturno, antes de poder atingir o estado Crístico ou a perfeição. É devido a influência deste grande Planeta sobre a humanidade que temos fazendeiros, mineralogistas e escultores.

Precisamos referir-nos esotericamente ao seu símbolo para compreendermos o significado de Saturno (W). No seu símbolo encontramos a cruz da matéria (É) colocada sobre o símbolo da alma: o semicírculo. Atualmente o Espírito parece estar sujeito à matéria, que lhe traz tristeza e sofrimento até que aprenda a substituir o egoísmo pelo sacrifício. Ninguém poderá elevar sua consciência a um nível superior enquanto não passar pelos testes oferecidos por este símbolo.

Para a maioria, este Planeta é considerado maléfico, pondo-nos a prova. Mas o estudante da Astrologia Rosacruz Espiritual, que o vê em seus aspectos superiores, reconhece seus serviços benéficos. Quanto mais crescemos espiritualmente, mais apreciamos a ação deste Planeta, pois verificamos que ele fere, mas para curar. E com o tempo chegaremos à conclusão que é por meio da influência deste poderoso Planeta que aprendemos o verdadeiro valor das coisas; aprendemos que a riqueza material não tem importância, mas que a única riqueza de real valor é a que desenvolve os poderes do espírito.

Agora estudaremos a influência de JÚPITER. É provável que a maioria de nós conheça a história deste Planeta contada pela mitologia. Ela nos ensina que este grande deus era o primeiro no Olimpo. O monte Olimpo, segundo a mitologia, era a residência dos deuses.

Júpiter é o Planeta da expansão. Assim como precisamos da luz solar para vivermos, também precisamos da influencia de Júpiter para nos incitar ao progresso.

No Mundo Físico, Júpiter inclina o indivíduo a ocupações ligadas com igrejas, organizações religiosas, formas elevadas de educação e com a lei. A fase expansiva deste Planeta é denotada também por suas influências sobre os assuntos financeiros, por isso é chamado o “Planeta da Fortuna”. Júpiter governa o fígado, a circulação arterial e a distribuição das gorduras.

O fato de Júpiter governar a nona Casa é suficiente para nos mostrar que todo crescimento mental e espiritual vem de dentro, do interior, e se quisermos expandir nossa consciência devemos aplicar nossas Mentes nos estudos das filosofias elevadas da vida.

Esotericamente, verificamos que o símbolo de Júpiter (V)é muito revelador. O crescente lunar sobre a cruz (É) denota que o Espírito elevou-se acima das limitações da cruz da matéria e que, portanto, tornou-se livre. Indica que o EU SUPERIOR está no controle e que não mais se preocupa com as coisas materiais, pois voltou sua atenção para a religião, para a filosofia e para as ciências superiores.

MARTE, por vezes chamado o Deus da Guerra, quando bem aspectado, impele-nos a dirigir nossas energias por linhas de ação construtivas.

Sabemos que a nossa Terra é o único Planeta onde existe o problema do sexo. Reconhecendo este fato, Deus providenciou a força necessária para passarmos por essa experiência, na energia que Marte nos fornece. É este Planeta que nos ensina: é unicamente pelo uso apropriado de todas as forças criadoras do Corpo e da Mente que poderemos compreender que a “inocência não é virtude e que o ser humano é aquilo que ele conquistou”.

No palco físico, este Planeta é o senhor da guerra, da cirurgia e da engenharia mecânica. No corpo humano, governa os nervos motores, o hemisfério cerebral esquerdo, os movimentos musculares, o Corpo de Desejos, o segmento motor do cordão espinhal e os corpúsculos vermelhos do sangue.

A interpretação esotérica de Marte conduz-nos de novo ao estudo do simbolismo. No símbolo de Marte (U) encontramos a cruz (É) da personalidade acima do círculo do Espírito, denotando que o Espírito está escravizado à matéria. Fomos feitos a imagem de Deus e estamos destinados a nos tornarmos semelhantes a Ele. Seremos tentados e aprisionados à cruz do plano material.

A história de Jó ajuda-nos a conhecer a força deste Planeta, pois como Jó, também devemos aprender que dentro de cada indivíduo está a grandeza de Deus e o poder do Espírito, para triunfar sobre a matéria.

Quando o eu pessoal entrega-se ao eu superior, a cruz e o círculo ficam com a posição invertida e formam o símbolo de Vênus (T), a Deusa do Amor. Marte deseja combater, mas Vênus não precisa de batalhas porque seus direitos espirituais estão acima da cruz e, portanto, tem o equilíbrio de forças que faz surgir o verdadeiro progresso. O raio de Vênus produz os atores, os artistas, os poetas e os músicos.

Vênus nos ensina a harmonia no plano material por meio de sua influência através de Touro, e o equilíbrio no plano mental, por sua regência sobre Libra. É assim que o Espírito, por meio da Mente, aprende a dominar as coisas da Terra. Pela influência Vênus-Touro aprendemos o valor da harmonia na construção dos corpos físicos (nossos Corpos Densos); pela influência de Vênus, focalizada por Libra, aprendemos que o refinamento da Mente nos trás sabedoria e, por meio de seu Signo de exaltação, Peixes, Vênus nos ensina a grande importância de espiritualizarmos o amor.

Consideraremos agora o Deus da Sabedoria, MERCÚRIO. A influência deste Planeta faz nos sentir mais por meio da razão. Mercúrio nos instrui como canais construtivos. Todo desenvolvimento depende de algum fator condutor, e no nosso atual estado de evolução, a Mente é o guia mais seguro na direção do nosso avanço. A Mente liga o Espírito com o Corpo e é o poder que controla as emoções.

É por meio da Mente que o Espírito pode obter a experiência que necessita nos seus diversos Corpos, pois ela dirige as nossas atividades na vida diária. Esotericamente, é por meio da influência deste Planeta que temos: nossos mercadores, nossos vendedores, nossos escritores e as pessoas ligadas à literatura.

Quando tivermos aprendido as lições que Mercúrio tem para nos ensinar, teremos construído o órgão etérico entre a cabeça e a garganta. Este será o órgão criador que possibilitará o indivíduo falar o fiat criador, a palavra de vida.

“Graças e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era e que há de vir, e dos Sete Espíritos que estão diante do Seu Trono” (Apocalipse de São João).

(Publicado na Revista: Serviço Rosacruz – 11/69 – Fraternidade Rosacruz – SP)