cabeçalho4.fw

A União, necessária para a elevação da humanidade

A União, necessária para a elevação da humanidade

Bem sabemos que a elevação da humanidade só pode ser alcançada mediante a amizade universal. Os Irmãos Maiores não poupam esforços para mostrar, com Seus exemplos, como consegui-la.

É fácil ser amigo daqueles que amamos, o amor suaviza tudo, tornando-nos compreensivos, tolerantes, facilmente perdoando ofensas, esquecendo mágoas. A pergunta é: como poderemos construir dentro de nós essa potencialidade que chamamos amor, para abraçar tudo e a todos, sem ter em conta índole, natureza, raça ou posição social das pessoas? O Mundo do Espirito de Vida é o Mundo do Cristo, o Mundo do Amor e Sabedoria, e reflete-se em nosso Corpo Vital. Então, é no Corpo Vital, agindo sobre ele, que temos de começar nosso trabalho, formando e construindo novos hábitos, repetindo-os.

As obras desinteressadas, trabalhando para o bem-estar dos outros, já é um começo para condicionar o Corpo Vital ao trabalho proveitoso e produtivo. Devemos nos tornar sábios para praticar o bem acertadamente.

Vemos a miséria humana, as lutas entre irmãos, as atrocidades, os atentados, o terrorismo que nos causam repugnância. Como então podemos ser capazes de amar, sem exceção? O único caminho é a compaixão. Max Heindel disse: “Planta-se a semente da compaixão e nela brotará o amor”. Assim começaremos a ver por outro ângulo todos aqueles que agem de uma maneira violenta e egoísta. Perceberemos que eles são cegos e ignorantes, usando a força, a potência e inteligência para o mal. Como eles trabalham para sua própria destruição! Podemos ver as penas, as consequências atrozes que atraem com os seus atos.

E nessa hora desperta, em nossos corações, a compaixão que Cristo sentia na hora da crucificação, ouvindo os insultos e sarcasmos do populacho. Ele disse: “Pai perdoa-os, que não sabem o que estão fazendo”.

E quando brotar o perdão em nossos corações, quando sentirmos compaixão, despertaremos nossa vontade de ajudar e servir amorosamente, sem esperar amor ou retribuição ou reconhecimento; despertará também nossa amizade para o todo e para com todos, porque bem sabemos, que ajudando nossos irmãos a serem melhores, aliviaremos a cruz do nosso Salvador e trabalhando com Ele ajudaremos também ao propósito de Deus de unir fundamentalmente cada um com todos, porque a fusão de todas as almas será a fusão também com Deus.

(Publicado na revista ‘Serviço Rosacruz’ – 08/86)