cabeçalho4.fw

Perguntas e Respostas

Casos de dificuldades econômicas, ficamos restringidos em nossa possibilidade e capacidade de dar?

Pergunta: Nos casos de dificuldades econômicas, ficamos restringidos em nossa possibilidade e capacidade de dar?

Resposta: Absolutamente, não. Tal idéia estaria correta se o ser humano fosse apenas um ser material. Nesse caso, suas necessidades estariam limitadas a esse plano. Mas sabemos que o ser humano é um ser complexo e suas necessidades abrangem os diversos veículos pelos quais se expressa: material, etérico, emocional e mental além do ser real, espiritual. A ajuda deve atender a todos esses aspectos. Ainda mais, sabemos que a vida material, as condições deste mundo, são apenas reflexos e consequências dos outros planos casuais: mental e emocional.

Se o indivíduo não sabe pensar corretamente nem sentir nobremente, sua vida material será, logicamente, prejudicada. E desse modo, ajudar alguém a pensar e sentir segundo os ditames do Espírito, acordes com os princípios evangélicos, será a maior ajuda, que não depende de condição econômica, pois, ao homem e mulher de boa vontade há sempre algum tempo para isso. É claro que não vamos impor nossas idéias a ninguém, nem pregar nas praças públicas. O bom exemplo acabará atraindo nossos familiares e amigos a ouvir nossa opinião, e então a daremos despretensiosamente, deixando que o livre arbítrio escolha livremente a forma de agir.

O dinheiro, como tudo o mais que Deus, como talentos, pôs a nossa disposição, depende do seu emprego. Dar dinheiro, indiscriminadamente, é, muitas vezes, um mal, embora nossa intenção seja boa. Somos pela ajuda material, feita inteligentemente e como complemento da ajuda primordial, causal, que é a difusão de idéias conducentes a uma vida mais feliz. Cada estudante rosacruz pode e deve valer-se da orientação da fraternidade, para aprender e realizar corretamente essa NOBILITANTE AJUDA A HUMANIDADE CARENTE. (P&R da Revista Serviço Rosacruz mai/72 – Fraternidade Rosacruz SP)