cabeçalho4.fw

Perguntas e Respostas

Onde está o Céu?

Pergunta: Onde está o Céu?

Resposta: Cristo disse: "O Céu está dentro de nós". Mesmo assim, é-nos revelado que no momento em que deixou Seus Discípulos, Ele ascendeu ao Céu. Para entender isto, precisamos analisar a constituição de um Planeta. De acordo com o princípio hermético "como é em cima, assim é embaixo", entenderemos melhor se analisarmos primeiro a constituição do ser humano. O ser humano tem o Corpo Denso que vemos com os nossos olhos, mas, esse corpo não é tão sólido quanto aparenta, pois é permeado por vários veículos invisíveis.

É composto de sólidos, líquidos e gases da Região Química, e a ciência diz-nos que são interpenetrados pelo éter, pois o corpo do ser humano não é diferente de todos os outros elementos existentes no mundo. Tanto no sólido mais denso quanto no gás mais rarefeito, a ciência atesta corretamente que cada pequeno átomo vibra num mar de éter.

Esse éter ainda é matéria física, uma porção considerável e especializada pelo ser humano, e forma uma contraparte exata do nosso Corpo Denso, além de projetar-se uma polegada e meia (N.R.: em torno de 3,8 cm) além da sua periferia. É esta parte que os médicos de Boston pesaram, colocando pessoas agonizantes sobre balanças (N.R: veja a história completa no livro: O Conceito Rosacruz do Cosmos, de Max Heindel). Notaram que, quando do último suspiro, alguma coisa com certo peso abandonava o corpo, e o prato da balança que sustentava o peso caía ao chão, com rapidez surpreendente. Os jornalistas declararam que os médicos haviam pesado a alma. Porém o que eles de fato pesaram foi esse Corpo Vital composto de éter que deixa o corpo, na hora da morte. Temos um veículo ainda mais sutil, o Corpo de Desejos, que é composto pelo que os ocultistas chamam de substância de desejos, podendo ser visto, por aqueles que têm o sexto sentido desenvolvido, como uma nuvem ovoide envolvendo o Corpo Denso por todos os lados. Esse último localiza-se no centro do Corpo de Desejos, como a gema está no centro de um ovo, com a única diferença: enquanto a clara envolve a gema, mas não a interpenetra, esse Corpo de Desejos permeia totalmente tanto o Corpo Vital quanto o Corpo Denso. Há ainda um material mais sutil na composição do ser humano que podemos denominar de "matéria mental", composta da substância inferior do Mundo do Pensamento, o material onde formamos os pensamentos concretos que envolvem o Ego interno (N.R.: esse veículo chamamos de Mente). O mundo é constituído de forma similar.

Além desse mundo visível composto de sólidos, líquidos e gases e interpenetrado pelo éter, há também um Mundo do Desejo que permeia cada região do Mundo Físico indo até o espaço, além do ar e do éter. Em seguida, há o Mundo do Pensamento, que também penetra toda região do nosso Planeta, do centro à periferia estendendo-se no espaço ainda mais além que os outros mundos. Durante a vida terrena, o ser humano permanece neste mundo visível, Mas, após a morte, conforme os atos aqui praticados poderá ficar vinculado a este plano, visto que as regiões do Purgatório estão em toda parte ao nosso redor e também embaixo no mais recôndito da Terra. Num certo sentido, o Primeiro Céu também está aqui, pois a matéria que o compõe rodeia-nos, mas o Primeiro Céu em si, o local onde os espíritos liberados geralmente permanecem, encontra-se além da nossa atmosfera. Pode-se dizer, na verdade, que o Segundo Céu também está dentro de nós, pois o material com o qual é constituído está aqui. Os espíritos que nele se encontram poderiam visitar-nos, ainda que as condições aqui, e as tendências de pensamentos, etc., seriam depreciativos para o seu trabalho e desenvolvimento. Por isso, preferem ficar no ponto mais afastado e longínquo do nosso Planeta, onde a pura substância mental não é maculada por nossos pensamentos egoístas e prejudiciais. O Terceiro Céu é um local onde pouquíssimas pessoas, no presente estágio de desenvolvimento, têm alguma consciência. Quase todos nós somos guiados nas atividades do pensamento mais pelas emoções e sensações concernentes às coisas concretas do que pelo pensamento abstrato, que é a faculdade peculiar àquele elevado plano. Quando pensamos no Amor geralmente o relacionamos a alguma pessoa. Esse é um pensamento concreto. Mas no Amor em termos abstratos, pouquíssimos são capazes de pensar. Podemos imaginar uma casa, um animal, etc., eles são concretos, mas não gostamos de pensar numa proposição abstrata tal como: "o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos de um triângulo". A maioria dentre nós tem pouquíssima consciência no Terceiro Céu, consequentemente, pouquíssimo do material desse mundo pode ser encontrado na constituição do nosso Planeta.

(Livro: Perguntas e Respostas – Vol. I – pergunta 61 – Max Heindel)