cabeçalho4.fw

Perguntas e Respostas

Como é vista o uso de adereços pela Fraternidade Rosacruz?

O USO DE HÁBITOS E SINAIS

Pergunta: Por que a Fraternidade Rosacruz considera desnecessário o uso de hábitos (N.R.: vestimentas especiais, adereços ou qualquer tipo de aparato que distingue uma pessoa de outra) e o emprego de sinais ou títulos para distinguir seus membros dos integrantes de outras Ordens?

Resposta: A Fraternidade Rosacruz é uma escola filosófico-cristã por excelência. Cristo veio para dissolver toda a influência separatista. Seu ideal é unificador, não se coadunando com qualquer movimento oposto ao sentimento de unidade. A Fraternidade Rosacruz mantém-se coerente a esses princípios, não dotando quaisquer aparatos exteriores que possam distingui-la das outras entidades congêneres.

A cerimônia, as vestes, as insígnias constituíam parte essencial da antiga dispensação grandemente influenciada pelos Espíritos de Raça.

Esta influência alimentou sobremaneira o sentimento separatista, criando um antagonismo entre raças, nações, credos, etc..

Dentro do Cristianismo popular, os credos e os dogmas também engendraram essa separação, muito embora se fundamentassem nos mesmos princípios básicos cristãos.

O verdadeiro cristão esoterista não se preocupa com distinções exteriores. Usa uma “insígnia” dentro de si mesmo por ter desenvolvido o Poder Crístico. Pelos seus frutos o conheceremos e sua vida dedicada ao próximo através do amor e do serviço, faculta-lhe tecer um “hábito”, não uma vestimenta sombria e austera, mas um manto luminoso chamado Corpo Alma, composto dos dois Éteres Superiores.

 

(Revista Serviço Rosacruz – 11/68)