cabeçalho4.fw

Perguntas e Respostas

Como poderão ser despertados os órgãos de percepção espiritual (dos mundos invisíveis)?

Pergunta: Como poderão ser despertados os órgãos de percepção espiritual (dos mundos invisíveis)?

Resposta: Por meio do treinamento esotérico, cujos métodos são parcialmente expostos ao publico. É necessário sensibilizar os órgãos de percepção interna tornando ativa uma corrente ascendente. Na maioria das pessoas pouco existe dessa corrente ascendente. Isto ocorre porquanto uma parte da força sexual que deveria ser usada legitimamente no processo de perpetuação da espécie, é desperdiçada na gratificação dos sentidos.

Quando o aspirante a vida superior começa a dominar esses impulsos rasteiros e devotar-se as práticas espirituais, com esforço e sinceridade, começa a evidenciar esse desenvolvimento. Então, o clarividente treinado pode observar a ascensão da força criadora não utilizada.

A corrente se eleva em proporções cada vez maiores, atravessando o coração e a laringe, ou o cordão espinhal e a laringe, ou ainda ambos, para então passar entre as Glândulas Pituitária (ou Corpo Pituitário) e Pineal, em direção ao ponto situado na raiz, o "Vigilante Silencioso".

Ela não segue um caminho com a completa exclusão do outro. Em geral, um caminho é percorrido pelo maior volume da corrente, de acordo com o temperamento do aspirante. Quando o candidato à vida superior possui tendências ocultistas, isto é, procura desenvolver-se seguindo linhas puramente intelectuais, a corrente passa pelo cordão espinhal e somente uma pequena parte atinge o coração. Quem procura desenvolver-se pela devoção, procurando sentir as coisas antes de conhecê-las, enquadra-se entre os místicos, nos quais, as correntes fluem para cima através do coração.

Essa corrente em si mesma não é tudo. Mesmo que atinja as proporções do Niágara e flua até o soar das trombetas do Juízo Final, ela por si só não dotará o aspirante de visão interna. Podemos conceituá-la como um pré-requisito para o trabalho consolante nos mundos internos, devendo ser cultivada em alguma extensão antes que o verdadeiro treinamento esotérico possa iniciar-se.

O aspirante estará pronto para o inicio do treino esotérico quando tenha vivido a vida dentro de elevados padrões morais e espirituais por tempo suficiente para formar a corrente de força anímica. Ao qualificar-se para receber instruções esotéricas, ser-lhe-ão ministrados determinados exercícios a fim de que coloque em vibração o Corpo Pituitário. A vibração faz com que o Corpo Pituitário desvie levemente a linha de força mais próxima. Com o aumento da vibração, as linhas de força vão sendo gradativamente desviadas até atingirem a Glândula Pineal estabelecendo-se como que uma ponte entre os dois órgãos. Essa é a ponte entre o Mundo exterior e o Mundo do Desejo. Quando construída, o ser humano torna-se um clarividente, podendo dirigir sua visão para onde lhe aprouver. Não é, ainda, um clarividente treinado, mas um clarividente voluntário.

Sua faculdade difere muito daquela possuída pelo médium. Este é um clarividente involuntário, podendo ver somente aquilo que surgir ante a sua visão, de uma forma negativa. O clarividente voluntário encontra-se em contato contínuo com os mundos internos. Esse contato estabelecesse debaixo de sua vontade. Aprende a controlar a vibração do Corpo Pituitário, o que lhe permite manter-se em contato consciente com qualquer das regiões dos mundos internos em que deseje penetrar.

Não lhe é necessário ficar no estado de transe ou em qualquer outra condição anormal a fim de ascender a sua consciência ao Mundo do Desejo. Basta apenas desejar ver e os mundos internos se descortinarão ante sua visão.

Na medida do seu desenvolvimento e aprimoramento de caráter, outros exercícios ser-lhe-ão ministrados a fim de possibilitar-lhe construir um veículo com que possa funcionar nos planos internos conscientemente. 

(P&R da Revista Serviço Rosacruz jul/72 – Fraternidade Rosacruz SP)