cabeçalho4.fw

Perguntas e Respostas

Cada Nascimento é uma Nova Vida? Que acontece com a vida dessa forma?

Pergunta: Cada nascimento é uma nova vida? Que acontece com a vida dessa forma? Não há resposta para esses mistérios ou segredos? Quais as pessoas aptas a conhecer esses mistérios? São necessários dons especiais?

Resposta: Cada coisa ou ser que nasce parece uma vida nova desabrochando entre nós. Vemos como cresce e vive a pequena forma, convertendo-se pouco a pouco em um fator de nossas vidas durante dias, meses e anos. Chega por fim um momento em que a forma definha, morre e se decompõe.

A vida que vem não se sabe de onde, passou ao invisível além e com tristeza perguntamos: De onde veio? Por que esteve aqui? Para onde foi?

A forma esquelética da morte projeta horrenda sombra sobre todos os umbrais. Velhos ou jovens, sãos ou enfermos, ricos ou pobres, todos, todos nós devemos passar através dessa sombra e em todas as idades paira a pergunta angustiosa sobre o segredo da vida, isto é, o segredo da morte.

Para a grande maioria da humanidade, as três grandes perguntas: “De onde viemos? Para que estamos aqui? Para onde vamos?” permanecem sem respostas.

Infelizmente formou-se a opinião, aceita pela maioria, de que nada podemos conhecer definitivamente, sobre assuntos tão obscuros. Nada mais errôneo do que semelhante ideia.

Todos, sem exceção, podem tornar-se aptos para obter informações diretas e definidas sobre o assunto. Todos podem investigar o estado do espírito humano antes do nascimento e depois da morte.

Não há favoritismo nem se exige dons especiais. Todos possuem inerente, a faculdade de conhecer tudo isso, mas há um fator importante e muito notável. Essa faculdade está em todos, apesar de que na maioria em estado latente. É necessário, para despertá-la, um esforço persistente e isto parece assim como um poderoso "dissuasivo” se nos permitam a expressão. São muito poucos por certo, os que se prestam a viver a vida, condição básica para despertar essa faculdade. Não se pode comprá-las e para alcançá-las não há caminhos fáceis.

O primeiro requisito, fundamental, é que todo o aspirante ao conhecimento oculto deve possuir um desejo ardente, uma sede abrasadora de conhecimento oculto. Mas deve ser com um intenso desejo de ajudar a humanidade, um esquecimento completo de si próprio, para servir ao próximo. É perigoso o estudo do ocultismo se a ele não se e levado por este motivo.

Porque se não se possuem estas qualidades, especialmente a última (pelo menos em parte), qualquer tentativa para seguir o caminho árduo do ocultismo é perigosa.

(P&R da Revista Serviço Rosacruz abr/72 – Fraternidade Rosacruz SP)