cabeçalho4.fw

Perguntas e Respostas

Queira dar sua opinião sobre o movimento Carismático agora popular nos U.S.A.; isto é, ungir com as mãos e produzir desdobramento pelo toque do espírito.

Pergunta: Queira dar sua opinião sobre o movimento Carismático agora popular nos U.S.A.; isto é, ungir com as mãos e produzir desdobramento pelo toque do espírito.

Resposta: Este assunto já foi ventilado em números anteriores da revista Rays from Rose Cross, mas por parecer tratar-se de assunto que continua a chamar bastante atenção em muitas igrejas atualmente, informamos a respeito conforme revelado por um estudo de filosofia oculta.

"Carisma" significa uma dádiva especial, que na prática parece se diferenciar muito proeminentemente da Glossalalia . No sentido de investigar totalmente e compreender claramente o que está acontecendo exatamente neste "movimento carismático", é primeiramente necessário conhecer algo sobre nossos corpos invisíveis e os mundos invisíveis nos quais vivemos.

A filosofia oculta ensina que o ser humano, o Espírito ocupante individualizado e Tríplice correspondendo à trina natureza de Deus: o Pai (ou princípio da Vontade); o Filho (princípio do Amor-Sabedoria); e o Espírito Santo (ou Princípio da Atividade). Esta nossa natureza tríplice, o Espírito, relaciona-se com vários veículos bem como com os Mundos invisíveis ao nosso redor. O Corpo Denso relaciona-se com a vontade e o mundo material; o Corpo Vital com o Amor-Sabedoria e a Região Etérica do Mundo Físico; e o Corpo de Desejos com a Atividade e o Mundo do Desejo.

Durante nossa evolução passada tivemos várias religiões para ajudar-nos em nosso desenvolvimento espiritual, cada raça com a sua religião apropriada. Todas as Religiões de Raça são do Espírito Santo, e os Espíritos de Raça (membros poderosos da onda de vida angelical) governam tudo relativo às raças.

No "Conceito Rosacruz do Cosmos" é mencionado que as Religiões de Raça foram dadas para ajudar a humanidade a "sobrepujar o Corpo de Desejos" preparando-o para a união com o Espírito Santo. A operação total desta ajuda foi vista no Dia de Pentecostes. Como o Espírito Santo é o Deus das Raças, todos os idiomas são expressões dele. Isto explica porque os Apóstolos, quando totalmente unidos e cheios do Espírito Santo, falavam diferentes línguas e convenciam seus ouvintes. Seus Corpos de Desejos tinham sido suficientemente purificados para realizar esta desejada união, e, isto é um ideal que um dia o Discípulo atingirá: o poder de falar todas as línguas.

A verdadeira união com o Espírito Santo, ou a habilidade consciente de falar em outras línguas representa um estágio muito avançado evolutivo, que não é alcançado senão após muitas Iniciações. Quem a alcançar terá a habilidade de falar todas as línguas, pois o Espírito Santo (Jeová) é o Senhor dos Espíritos de Raça, os autores das línguas raciais.

Contudo, há outro significado no se falar línguas desconhecidas, e é através da mediunidade. O médium tem Corpos Denso e Etérico ligados fracamente e sujeitos ao controle de Espíritos do além no Mundo do Desejo. Ele (ou ela) corresponde à vítima de um hipnotizador no Mundo Físico. Esta é uma condição negativa na qual as atividades do ser humano não estão sob o controle de sua vontade. Qualquer atividade fora de nosso controle é de natureza duvidosa e comumente totalmente indesejável, pois pode levar a completa obsessão ou controle de nosso Corpo Denso por outras entidades.

O fenômeno de "se desprender pelo toque do espírito" parece ser uma manifestação semelhante, na qual os atos do indivíduo estão fora de seu controle. Seria difícil imaginar os Apóstolos, por exemplo – os quais, como dissemos, alcançaram suas capacidades pelo desenvolvimento positivo - desmaiar em seus momentos de revelação. A pessoa que se desenvolve positivamente manterá consciência total e será capaz de utilizar seus novos poderes beneficamente e em completa consciência do que está fazendo.

As emoções estão intensamente ativas durante as várias manifestações do movimento Carismático. Para o estudante ocultista, isto é bem significativo, pois quando alguém está num estado altamente emocional, é muitíssimo afetado por forças suprafísicas sobre as quais ele não tem controle. Permitir que outra entidade dirigisse nossas ações no plano espiritual e até mais perigoso do que perder tal controle no plano físico.

Com relação ao ungir pelas mãos, também isto pode levar a reações negativas. Não interessa quanto sinceramente que quem unge possa ser motivado para o bem, de certa maneira ele impõe sua vontade sobre quem põe as mãos. Novamente, isto poderia desviar as atividades e desenvolvimento daquele sujeito à oração – uma prática, do ponto de vista oculto, a ser evitada.

Certamente cremos em orar para o próximo, mas tais orações sempre deveriam ser oferecidas no contexto de "seja feita a Tua vontade", pois quem somos nós para saber que lição ensinar ou que destino aguarda outro ser? Só as forças superiores conhecem isto e sabem lidar com isto. Podemos orar para outrem a distância, tanto quanto perto, pois, na verdade não cremos que o contato pessoal "pondo as mãos" seja desejável se a oração tiver por base "seja feita a Tua vontade".

Conforme a evolução procede, nossos Corpos tornam-se cada vez mais refinados e sensíveis às forças suprafísicas. Os Corpos Denso e Vital estão, em geral, se soltando. Daí, óbvio que a sensibilidade a estas forças está em aumento. Contudo, não deveríamos permanecer passivos o bastante para sermos dominados por outrem, não interessa quanto honesto, correto, religioso e de boa vontade possa ser. Nossa tarefa é manter nossa vontade ativa, nossos corações puros e nossas vidas dirigidas pelo nosso próprio Ser Superior.

(Traduzido de Rays From the Rose Cross e publicado na Revista 'Serviço Rosacruz – 04/83 – Fraternidade Rosacruz – SP)