cabeçalho4.fw

Perguntas e Respostas

Qual é o melhor tempo para nascer?

PERG. - De acordo com a astrologia, qual é o melhor tempo para se nascer?

RESP - A luz da investigação oculta de alguns dos métodos modernos parece-nos que o nascimento é um evento que não podemos controlar. Sempre que parecemos fazê-lo em pequena escala, somos realmente agentes do destino para acelerá-lo ou retardá-lo até que chegue o momento adequado. Este ponto de vista justifica-se também através da experiência do autor em astrologia horária. A filosofia da astrologia horária é que na ocasião em que alguém se sente impelido a fazer uma pergunta referente a um assunto importante, os céus contêm também a resposta, e uma figura desenhada nessa ocasião conterá a solução do problema. Mas deve-se notar particularmente que a ocasião para desenhar a figura é quando a pergunta é feita ao astrólogo, se feita pessoalmente. Quando a pergunta e feita pelo correio o astrólogo desenha a figura para a ocasião em que lê a pergunta contida na carta.

Em várias ocasiões recebemos cartas que traziam marcas de terem sido retardadas por inundações ou incêndios, mas a figura traçada para o momento da leitura sempre dava a resposta, mostrando que o atraso era parte de um plano. Tampouco devemos surpreender-nos de que as grandes Inteligências que são ministros do destino, prevejam e permitam contingências que ficam muito além da compreensão da Mente humana. Uma vez que a Mente Infinita dispensa igual cuidado ao desenhar a anatomia de uma mosca, um rato ou um leão, por que não deveríamos concluir que uma atenção semelhante que vai até as minúcias não exista em todos os departamentos da vida? Quando parecemos estar retardando ou acelerando um nascimento não estaremos realmente ajudando a natureza a tomar seu curso predeterminado, como o dissemos na frase inicial deste artigo?

Não obstante há sempre pessoas perguntando ao astrólogo qual e a melhor época para nascer. Frequentemente os jovens astrólogos, desejam-no saber – não que eles tenham qualquer idéia de controlar os nascimentos, mas a fim de que, ao verem um horóscopo ou saberem o tempo de nascimento de uma pessoa, possam fazer um rápido cálculo mental para determinar se essa pessoa tem um assim chamado bom ou mau horóscopo. Tal julgamento basear-se-ia naturalmente na posição do Sol em um signo, e na casa aproximada, e, portanto, seria um julgamento muito geral. Pode-se dizer, contudo, que, sendo iguais às outras posições planetárias, é melhor nascer quando a Lua aumenta de luminosidade, no período compreendido entre a lua nova até a cheia, do que quando ela é minguante, desde a cheia ate a nova, pois a Lua crescente também aumenta a vitalidade e favorece nossos negócios.

É excelente nascer em Abril ou Agosto quando o Sol vitalizante está no signo excelso de Áries, ou em Leão, seu lar, pois então entramos no mar da vida na crista da onda vital e uma abundante provisão de energia sustenta-nos na batalha da existência. Também é bom nascer em Maio e Julho, quando a luz vital do Sol é focalizada através do signo excelso e do lar da Lua, Touro e Câncer, especialmente, como já o dissemos, quando o luminar menor está crescendo. Essas configurações também fornecem uma abundância de vitalidade que é um grande bem na vida física.

Quanto à hora do dia mais favorável para o nascimento, pode-se dizer que as crianças nascidas ao nascer do Sol ou pela manhã, entre 8 e 12 horas, enquanto o Sol atravessa as casas dos amigos e do prestígio social, são as mais "felizes", pois elas serão ajudadas de todas as maneiras. As crianças nascidas entre o por do Sol e a meia-noite não são menos "felizes". Quando o Sol atinge o nadir, a "felicidade" retorna, pois embora as crianças nascidas de manhã cedo, enquanto a estrela matutina ascende em direção ao horizonte oriental, tenham que abrir com esforço seu caminho no mundo, as oportunidades não lhes faltarão.

Podemos, portanto resumir nossas conclusões dizendo que é melhor nascer quando o Sol se levanta, ou durante a manhã, preferivelmente em Abril ou Agosto, quando a Lua for crescente.

Finalmente, devemos ter sempre em mente que não há "felicidade" tal como geralmente a imaginamos, mas tudo o que temos ou deixamos de ter, deve-se, em todos os respeitos, às nossas próprias ações no passado e que no futuro poderemos ter aquilo que agora nos falta, se tivermos um comportamento correto. (P&R da Revista Serviço Rosacruz set/72 – Fraternidade Rosacruz SP)