cabeçalho4.fw

A Saúde Brota da Gratidão

A Saúde Brota da Gratidão

Em ponto alto, entre as leis que asseguram nosso bem estar físico e espiritual, destaca-se o sentimento de gratidão, a capacidade sentimental de avaliar e ver e sentir todas as bênçãos e manifestar seu reconhecimento de Deus. A porta que conduz a abundância das bênçãos divinas quer materiais, quer espirituais, abre-se amplamente ao coração humilde e agradecido. Só este poderá avaliar a realidade e riqueza das dádivas divinas. A saúde física, a iluminação espiritual e o sustento material acompanham o despertar daqueles que "entram por esse portal com ação de graças e em seu pátio com louvor".

Quando pela manhã abrimos os olhos ao despertar, devemos logo agradecer a Deus. Este sentimento pavimentará o caminho do dia que se inicia com alegria, paz, ajuda e crescimento interno. A atitude de gratidão estabelece uma vibração que automaticamente nos atrai a atenção e assistência daqueles que fulguram nos planos internos, os quais são, realmente, os mensageiros de Deus.

O coração grato está espiritualmente sintonizado à "onda divina" e mantém, desse modo, seu físico, demais corpos e todos os assuntos na harmonia cósmica em perfeita normalidade. Ainda que tenha estado fisicamente, mental ou psicologicamente enfermo, o novo hábito de vislumbrar o bem em todas as coisas, de avaliar os dons de Deus à disposição de todos, de sentir o amor divino convidando ao usufruto da permanente felicidade, levá-lo-á a agradecer por tudo. Nessa atitude positiva, humilde e amorosa irá, seguramente, reconstituindo o equilíbrio de sua instrumentação.

"Em Deus vivemos, nos movemos e temos o nosso ser" (At 17; 28). Sua força infinita está sempre ao nosso alcance, desde que estejamos vibrando numa silenciosa canção de louvor e de ação de graças. A coragem, o equilíbrio interno, o entusiasmo e tudo o mais, são a colheita daqueles que vivem semeando em atos, em sentimentos e modo de pensar, o reconhecimento pela bondade de Deus.

"Oh, aqueles homens que louvassem ao Senhor por Sua bondade e por Seu maravilhoso trabalho para com seus filhinhos humanos!".

(Revista Serviço Rosacruz – 12/65 – Fraternidade Rosacruz – SP)