cabeçalho4.fw

Um Chamamento: você?

UM CHAMAMENTO


Querido (a) Amigo (a):

No serviço de cura da Fraternidade Rosacruz nos é dito: um só carvão não produz fogo, mas quando se juntam vários carvões, o calor latente em cada um deles, pode converter-se em chama irradiando luz e calor.

O poder dos números é insignificante no Mundo Físico, quando o comparamos com esse poder no mundo Espiritual. Aqui contamos um, dois, três, quatro, etc.; nos planos Espirituais o poder aumenta ao quadrado: dois, quatro, dezesseis, trinta e dois, etc. para as primeiras doze pessoas que assistem a um serviço, o número treze aumenta esse poder ao cubo: três, nove, vinte e sete, etc. elevando-os ao poder do universo Espiritual.

Vemos, pois, quão importante pode ser a presença do mais insignificante de nós, quando se trata de acumular e multiplicar, nossas aspirações Espirituais para o serviço da humanidade.

Para assegurarmos o auxílio de todos os estudantes sérios e dar-lhes a oportunidade de ajudar, publicamos um cartão, dando as datas em que se realizarão os serviços de cura, de maneira que cada um que esteja interessado, seja Probacionista, estudante, paciente ou amigo, possa recolher-se em seu lar à hora indicada (6:30 P.M.), 18:30 horas, dirigindo seu pensamento em amorosa compaixão para Mount Ecclesia, onde, nesses momentos se descobre o Símbolo. A fortaleza que se dá a esses trabalhadores, lhes permitirá realizar um serviço maior em favor da humanidade, pois, então, cada um de nós toma parte no trabalho.

O símbolo dos Auxiliares Invisíveis, no qual nos concentramos em Mount Ecclesia, é uma cruz branca, com sete rosas vermelhas e uma rosa branca e pura no centro, a dourada estrela radiante emanada da cruz e o fundo azul, estando tudo formosamente iluminado, um emblema adequado da fulgência do Corpo-alma em que viajam esses servidores.

Não é necessário fazer correções no tocante à hora, devido ao lugar de residências, porque o Sol irá recolhendo todas as aspirações em sua marcha, e quando os raios cheguem a Mount Ecclesia no ângulo adequado, a influência será transmitida e se unirá com nossas aspirações que tem lugar a essa hora e nos ajudarão no trabalho.
Max Heindel nos diz que no passado, quando nossos esforços para socorrer aos enfermos encontravam-se necessariamente restringidos aos membros, devido à carência de suficiente número de pessoas em nossas oficinas, muitas vezes faziam-nos esta pergunta: COMO PODEMOS AJUDAR?

Este chamamento é a resposta a todos. Agora, existe uma legião de Auxiliares Invisíveis desenvolvidos, tanto entre os vivos como entre os "chamados" mortos, e contribuirão muitíssimo, no futuro, para afugentar a morte da face da terra.
Conscientizemo-nos do glorioso privilégio que significa ser membro dessa legião; mantenhamos mais alto que qualquer outra hora esta posição que pode ser-nos conferida, e esforcemo-nos para viver as exigências dessa tão nobre e elevada causa, para que com o tempo se nos considere dignos de assumir maiores responsabilidades.

(Publicado na Revista Serviço Rosacruz de mar/1982)