cabeçalho4.fw

Exercícios para Adquirir Conhecimento Direto - Práticas de Concentração

Exercícios para Adquirir Conhecimento Direto – Práticas de Concentração

 

 

ANTES DE COMEÇAR:

O único e verdadeiro método que põe, de fato, em ação as forças da alma, ou seja, que transforma, modifica, gera melhorias, pode regenerar e aperfeiçoar o ser humano, chama-se ALTRUÍSMO. Este método é a prática efetiva e real de todos os melhores ideais. É a realização agora e sempre de tudo quanto reconhecemos que é justo e bom. Não há altruísmo sem prática.

É totalmente inútil e estéril agir de maneira diferente. Se sua intenção de conseguir domínio mental estiver baseada em interesses pessoais, fique atento! Além de inútil, é perigoso! Os resultados sempre serão desilusões tremendas, capazes de arrastar a alma humana ao mais infeliz abandono de si mesma.

Por isso, antes de começar, lembre-se que os ANJOS DO DESTINO ESTÃO ACIMA DE TODOS OS ERROS E DÃO A CADA UM E A TODOS EXATAMENTE O QUE NECESSITAM PARA SEU DESENVOLVIMENTO. Por isso, respeite e entenda a LEI DE CAUSA E EFEITO e a VONTADE DE DEUS ACIMA DE TUDO.

 

PREPARATIVOS

Em lugar silencioso, comodamente sentado ou deitado, relaxar inteiramente todos os músculos, conservando por um ou dois minutos a Mente vazia de pensamentos. Dirigir, então, toda a atenção ao exercício escolhido. TENDO O CUIDADO DE NÃO TOMAR UMA ATITUDE MENTAL FORÇADA.

Desde que se note qualquer estado inconveniente, como rigidez dos músculos, tendência a perder a consciência ou depressão nervosa, deve-se suspender o exercício, recomeçando-o depois de um intervalo de descanso mental. Algumas vezes, pode ocorrer o sono natural, que não apresenta inconveniente, mas que é preciso evitar energicamente, se queremos tirar proveito do exercício.

Nenhum esforço mental deve ser feito com o estômago sobrecarregado, logo depois das refeições. Somente três horas depois das refeições maiores as forças psíquicas do organismo estão livres e desembaraçadas e em condições de suportar um esforço superior.

O EXERCÍCIO:

PRIMEIRO EXERCÍCIO – Observe-se cuidadosamente um objeto qualquer simples, como uma flor, uma folha, um inseto ou uma planta. Esforce-se, depois, em reproduzir na imaginação o objeto em todos os seus detalhes, formando dele uma perfeita IMAGEM MENTAL. Com os olhos levemente cerrados, procure-se “ver” a imagem mental e conservá-la na imaginação durante o maior tempo possível.

SEGUNDO EXERCÍCIO – Concentrar-se fortemente nos algarismos de 0 a 9, um a um, vagarosamente, formando imagens mentais de cada um, em ponto grande.

TERCEIRO EXERCÍCIO – Formar as mesmas imagens dos algarismos, porém dando-lhes colorido. Imaginá-los nas cores: vermelho, amarelo, azul, verde e branco.

QUARTO EXERCÍCIO – Formar a imagem mental do nosso Símbolo Rosacruz, em ponto grande, meditando sobre o significado das suas figuras.

QUINTO EXERCÍCIO – Formar uma imagem mental de si mesmo, como se estivesse observando sua própria imagem num espelho. Dirigir essa imagem a qualquer lugar, imaginando estar com sua consciência localizada nesta imagem e empregando-a como empregaria seu próprio corpo denso.

SEXTO EXERCÍCIO – Concentrar o pensamento na Corrente Espiritual da Fraternidade, imaginando estar na Sede, como todos os irmãos reunidos, como em sessão. Repassar na imaginação, lentamente, as fisionomias de todos os amigos que nos vierem à lembrança, enquanto vibramos intensamente com os melhores sentimentos de amizade, de simpatia e afeição.

SÉTIMO EXERCICIO, DE AUXÍLIO ESPIRITUAL – Quando soubermos que algum dos nossos amigos se acha enfermo ou em dificuldades morais, concentremo-nos em sua imagem mental, vendo-o em nossa imaginação perfeitamente forte, corajoso, alegre e bem disposto. Procuremos sentir profundamente esses estados de alma e transmiti-los à imagem formada. Essa prática é de incalculável valor e com ela podemos auxiliar a todos que desejarmos, mas ao mesmo tempo, que respeitando a Lei Cósmica de CAUSA E EFEITO e a VONTADE de DEUS.