cabeçalho4.fw

Estar Receptivo

Estar Receptivo

Entre as várias instruções que são dadas pela Filosofia Rosacruz, encontramos sempre as que nos dizem: "orar constantemente" - "Estar receptivo à Força Curadora do Pai" - "Faça-se a Tua Vontade e não a minha".

Quando nos é dito: "Orar constantemente", compreendemos ser uma referência ao alimento que devemos dar ao nosso Cristo Interno, o Cristo que habita em nós. O eterno que está dentro de nós deve ser alimentado com o nosso trabalho diário; com a responsabilidade pelos deveres assumidos; com amor, perdão e alegria; com o encanto para o bem; com o respeito aos reinos da natureza; com o cultivo das artes; com os sentimentos positivos; com o conhecimento aplicado, com todas as manifestações de Deus. Quando nos é dito: "Estar receptivo", compreendemos ser uma referência a estarmos abertos, preparados, dispostos para receber a Força Curadora do Pai. Para que o sol entre em um ambiente é necessário abrir a janela, assim como para receber um cumprimento é necessário estender e abrir a mão. É o estar receptivo a algo que nos vai favorecer, que realmente desejamos – é o esforço que temos de fazer, é a nossa própria participação no caso.

Quando nos é dito: "Faça-se a Tua vontade e não a minha", estamos colocando toda a nossa fé e confiança na Sabedoria do Pai, pois não sabemos os desígnios que nos foram reservados e o porquê do nosso sofrimento. Mas sabemos que em todo o mal há sempre um bem em gestação e a força do nosso pedido, a sinceridade das nossas intenções pode, muitas vezes, modificar uma condição de sofrimento.

A força que nos leva a Deus é a Fé e o ato de integrar-se na espiritualidade, é um ato tranquilo, de puro amor e confiança. O processo é interno e íntimo.

Deus é amor e através dele é que atingimos a plenitude de nossa consciência e evolução.

Que a paz de Deus e as doces bênçãos divinas encontrem, em cada um de nós, a receptividade e o alimento para permanecerem.

(Revista 'Serviço Rosacruz' – 10/85 – Fraternidade Rosacruz – SP)