cabeçalho4.fw

Propósito Renovado para aprender o melhor possível aquilo que lhe é ensinado

Propósito Renovado para aprender o melhor possível aquilo que lhe é ensinado

Naftali (um dos símbolos de Capricórnio), o veado perdido, um dos filhos de Jacó, o Sol, de novo dispara a fim de percorrer mais uma jornada anual. Começa um ano novo.

Embora, aparentemente, todos os anos sejam iguais, porque são medidos pela marcha da Terra em torno do Sol (translação) sabemos, à luz da Astrologia espiritual, que nada se repete. Espirais dentro de espirais, recapitulações sem conta, mas sempre sob novas condições. Na contínua e harmoniosa marcha dos Astros, em sua órbita, o quadro dos céus se renova constantemente, de minuto a minuto. Somente após, em torno de, 25.920 anos comuns, a contar de uma configuração determinada, a posição dos Astros no céu volta a formar o mesmo quadro. Contudo, mesmo assim, esse quadro repetido dos céus se realiza sob novas condições, numa espiral sempre acima. A humanidade e os demais reinos se encontram, então, com novas condições internas e reagem diferentemente. Nada se repete em realidade. A vida é movimento e renovação constantes, mesmo nos aparentes repousos.

Começa um Ano Novo de fato. Começa pela experiência saturnina adquirida no passado. Renova-se pelo revolucionador Urano, reveste-se racionalmente de novas aspirações aquarianas, infunde-se da religiosidade de Peixes, galvaniza-se com a energia de Áries, firma-se na calma e persistência de Touro, empreende os voos inquiridores de Gêmeos, lança a semente germinadora e imaginativa de Câncer, acrescenta o calor e coragem de Leão, concede os grãos de realização de Virgem, dá equilíbrio e beleza de Libra, o dinamismo e emoção de Escorpião, o idealismo e bondade de Sagitário e assim termina mais uma obra anual. É uma escola admirável. Temos de frequentá-la dia após dia, ano após ano, com as capacidades que trouxemos das vidas e anos anteriores, modificando sempre nossas reações às influências astrais. Enquanto houver dor, sofrimento, tristeza, angústias, neuroses, ódios, violências é sinal seguro de que o "fermento" dentro de nós encontra matéria reativa de defeitos e de ignorância. Temos que chegar ao ponto em que nenhuma qualidade negativa dos Signos e Astros encontrem reação e sintomas como o Cristo: "não resistir ao mal".
Lenta e seguramente o altruísmo vai ganhando terreno e o ser humano interno se converte num Hércules, o ousado filho dos deuses, capaz de vencer as dozes tarefas, isto é, de formar em si, alquimicamente, as qualidades positivas dos corpos macrocósmicos e se converter numa réplica dos céus, num eco de Deus, numa partícula do Cosmos.

Desejamos que cada tropeço, cada dor, cada alegria no decorrer do ano que se inicia, seja encarado pelo Aspirante Rosacruz de forma serena, positiva e compreensiva, como correções e elogios que o Mestre vai pondo nas sabatinas de seus alunos. São 365 páginas em branco para preenchermos com nossos atos. Por eles é que o Senhor avaliará nosso avanço. O Aspirante sincero e humilde medita muito sobre cada correção, sobre cada advertência para que não a repita mais, porque sabe que mais profundamente aprende com os erros do que com os êxitos.

E persiste, cheio de esperança do futuro, não apenas para passar pela vida, para passar de ano, mas para aprender o melhor possível aquilo que lhe é ensinado; persiste não para tirar um diploma, mas com o amoroso propósito de melhor servir a seu próximo, à semelhança dos invisíveis Mestres que o ensinam agora.

Nesta ordem de ideias é que, mui sinceramente desejamos a todos, que renovem seus propósitos para uma vida melhor e mais alta, no decorrer do próximo ano, perseguindo aquele ideal enunciado por nosso sublime Mestre: "Que sejamos perfeitos, como nosso Pai Celestial é perfeito".

(Revista Rosacruz – 01/66 – Fraternidade Rosacruz – SP)