cabeçalho4.fw

Preço nas Lições e nas Curas

Preço nas Lições e nas Curas

Pergunta: Entendemos que os Rosacruzes consideram um pecado pôr preço em suas lições ou em suas curas; mas não é "o trabalhador digno de seu salário"?

Resposta: No capítulo 10 do Evangelho segundo São Mateus, Cristo disse aos seus Discípulos que fossem atrás das ovelhas perdidas de Israel e que pregassem o Evangelho e curassem aos enfermos. Porém, Ele também lhes ordenou "não levar ouro, nem prata, nem cobre em suas bolsas", "nem alforje para o caminho". No décimo capítulo da 1ª Epístola aos Coríntios, São Paulo também sustenta essa ideia: pregar o Evangelho gratuitamente. Os Rosacruzes seguem esta prática desde o princípio e nunca cobram nada por seus ensinamentos.

Pergunta: Pode um estudante Rosacruz cobrar por ensinar algo ou para curar?

Resposta: Nenhum verdadeiro seguidor destes elevados ensinamentos cobrará pelas lições nem solicitará quotas mensais. Isto o denunciará no ato como um impostor. Se tivermos fé e trabalhamos altruisticamente, Deus terá sempre cuidado com os seus e as manifestações de Amor serão suficientes para satisfazer ao aspirante em suas necessidades.

Pergunta: Porém, isto não animaria a alguns a tomar tudo e não dar nada? Não estimularia o egoísmo em alguns?

Resposta: Sim, muitos frequentam as igrejas, conferências e aulas sem nunca deixar cair um único centavo na sacola de coleta, crendo que isto é desnecessário, a menos que se lhes acerquem e peçam, e naturalmente assim estes tomarão tudo e não darão nada.

Pergunta: Existe uma lei da natureza de que não podemos obter nada em vão?

Resposta: Sim, eles não raciocinam sobre o assunto desde o ponto de vista das leis de Deus, as quais operam silenciosamente através das leis de Causa e Efeito; alguma vez e em algum lugar estas dívidas serão cobradas da alma que pensa que está correndo através da vida, defraudando, tomando tudo e não dando nada em troca. "Eu darei o pagamento, diz o Senhor".

(Revista 'Serviço Rosacruz – 04/81 – Fraternidade Rosacruz – SP)