cabeçalho4.fw

6 - Nosso Trabalho para Renascer - O Nascimento de um Novo Corpo Denso (Físico)

Nosso trabalho para renascer – o nascimento de um novo Corpo Denso (Físico)

 

Se iniciamos mais uma volta na roda de nascimentos e mortes com a fase de desencarnação, então passamos pelas fases onde:

  1. Assimilamos tudo que podíamos da vida passada durante a nossa estada no Purgatório e Primeiro Céu.
  2. Alteramos a aparência arquetípica do Planeta Terra a fim de nos proporcionar o ambiente necessário para a próxima existência terrena e aprendemos, pelo trabalho nos corpos dos outros, a construir corpos para funcionarmos nos Mundos: Físico, do Desejo e do Pensamento, durante a nossa estada no Segundo Céu.
  3. Permanecemos no Terceiro Céu sem nenhum véu que nos obscurece de ver o verdadeiro propósito dessa existência física.

roda de nascimentos e mortesE, é lá no  Terceiro Céu que compreendemos quanto erramos e o que fazer para corrigirmos e para e voluirmos mais em direção à nossa meta real: “tornarmos perfeitos, como perfeito é o nosso criador, Deus”.

Até aqui, utilizando da força centrífuga de repulsão, nos livramos dos nossos Corpos Físico, Vital, de Desejos e Mente. Depois nasceu de dentro do nosso íntimo um desejo sincero e honesto de voltar a renascer nesse Mundo Físico, de obter novas experiências, utilizando a força centrípeta de Atração.

Foi então que contamos com a ajuda de grandes seres de incomensurável sabedoria, conhecidos, na Religião Cristã, como os Anjos do Destino, que trabalham arduamente para que cada um de nós tenha a maior quantidade de experiências possíveis.

E que por terem esta função, nos ajudam a escolher o melhor tipo para a nova existência terrestre, existência esta que nos proporcione duas coisas, a saber:

  1. sermos testados nas lições que aprendemos
  2. adquirirmos maiores experiências nas nossas relações interpessoais

Até aqui podemos ter passado, se considerarmos o tempo terrestre, até 1000 anos nessa nossa existência celestial tempo este que é o que geralmente ocorre. Podendo até ser abreviado em algumas centenas de anos, se já tivermos evoluído bastante, aprendido rapidamente, e com isso já termos condições de trabalhar nos mundos invisíveis não precisando passar tanto tempo nos mundos celestiais, afinal o baluarte da nossa evolução é aqui.

Depois escolhemos o sexo que nasceremos, utilizando a Lei das Alternações, uma vez masculino, outra vez feminino, ou modificando essa lei em virtude de circunstâncias específicas.

E, assim, utilizando duas das Leis Cósmicas: qualquer ser só pode funcionar em um Mundo se tiver um veículo composto de material desse Mundo e a Lei de Atração, popularmente conhecida como “Semelhante atrai semelhante”, partirmos para construir os veículos que utilizaremos na próxima existência.

Mergulhamos no Mundo do Pensamento e construímos uma nova Mente. Mergulhamos no Mundo do Desejo e construímos um novo Corpo de Desejos. Mergulhamos na Região Etérica do Mundo Físico e partimos para a confecção de um novo Corpo Vital que, devido ao seu alto nível de organização, comparado com o do nosso Corpo de Desejos e com a Mente, tem um processo mais complexo de construção: a aquisição do material é igual ao do Corpo de Desejos e da Mente, ou seja, através da: atração e semelhança, mas a construção e organização de tais materiais são de um modo muito diferente. relao dos mundos em que divide o universo

E que se processa assim: as forças do Átomo-semente do Corpo Vital entram em ação atraindo todo o material que haja afinidade. Mas somente os materiais dos dois éteres inferiores: Éter Químico e de Vida.

Lembrem-se: os materiais dos éteres superiores: Luminoso e Refletor são atraídos pelas forças que compõe

o nosso próximo principal Corpo, “o dourado vestido de bodas”, o Corpo Alma. Forças essas que são compostas pela quinta essência de todo o nosso serviço amoroso e desinteressado para com outros.

Assim, é esse Corpo Vital, modelado pelos Anjos do Destino, que dará a forma ao nosso Corpo Físico.

Com a parte da matéria etérica atraída por nós, os Anjos do Destino fazem essa matriz e a depositam no útero materno.

Nesse mesmo momento, os Anjos do Destino depositam na cabeça triangular de um dos espermatozoides do sêmen paterno o Átomo-semente do Corpo Físico. Sem a presença desses dois fatores nenhuma união sexual produz resultado.

Então, envolto nos nossos veículos, ficamos orbitando em volta da nossa futura próxima mãe. Ela, por meio de seu Corpo de Desejos, trabalha sozinha, na construção do nosso próximo Corpo Físico entre os primeiros dezoito e vinte e um dias após a fertilização. Ela controla nosso Corpo Físico por meio das moléculas nucleadas que compõe o nosso sangue.

Após esse período entramos no útero do Corpo Físico materno. Daqui para frente vamos dissolvendo os núcleos das moléculas do nosso sangue de forma a assumir o controle do nosso incipiente Corpo Físico.

A Mente e o Corpo de Desejos se juntam sobre a cabeça do Corpo Vital. O nosso novo Corpo de Desejos assume a sua forma de ovoide envolvendo o nosso novo Corpo Vital e o nosso, ainda disforme, Corpo Físico. A nossa Mente toma a sua forma de nuvem envolvendo onde ficará a cabeça e o pescoço do nosso futuro Corpo Físico.

Esses Corpos reúnem tudo que aprendemos até aqui de como lidar com a matéria mental, de desejos, etérica e física e mais uma expressão individual original, não determinada pelas ações passadas e, que nos garante a nossa Epigênese em termos de ideias, pensamentos, sentimentos, emoções, desejos, hábitos e ações originais, nada tendo a ver com o passado. E, que, portanto, tornando os nossos Corpos com aquele algo mais da composição do passado.

E assim, cá estamos, nós, Espírito Virginal envolto nos seguintes corpos:

¨       o veículo Espírito Humano

¨       o veículo Espírito de Vida

¨       veículo Espírito Divino

¨       a nova Mente

¨       o novo Corpo de Desejos

¨       o novo Corpo Vital

¨       o novo Corpo Físico

 

e a quinta essência de todo serviço amoroso e desinteressado prestado aos nossos irmãos em nossas peregrinações passadas e, que formam a base para continuarmos a construir o Corpo Alma.

Encarcerado mais uma vez na casa-prisão do Corpo Físico. O Átomo semente do Corpo Físico é colocado no ápice situado no ventrículo esquerdo do coração. E nele contendo todos os registros dos ciclos de nossas existências anteriores, desde o princípio de tudo.

O Átomo semente do Corpo Vital é colocado na posição relativa no Corpo Físico conhecida como Plexo Solar ou “boca do estômago”.

Já o Átomo semente do Corpo de Desejos é colocado na posição relativa no Corpo Físico onde está o Fígado e está também o grande vórtice do Corpo de Desejos.

E o Átomo semente da Mente é colocado na posição relativa no Corpo Físico onde está o seio frontal.

Esses Átomos sementes estão conectados através de um cordão, conhecido como Cordão Prateado e que nasce em cada nosso novo renascimento aqui no Mundo Físico.

Esse Cordão é Tríplice em formação e conexão: uma parte desse Cordão nasce composta de Éter Químico e de Éter de Vida e conecta o Átomo semente do Corpo Vital ao Átomo semente do Corpo Físico. Uma outra parte desse Cordão nasce composto de material de Desejos e conecta o Átomo semente do Corpo de Desejos ao Átomo semente do Corpo Vital. E aí se dá o despertar do feto.

Aqui a última molécula de sangue nucleada (com núcleo) se desintegra e definitivamente assumimos o controle do nosso Corpo Físico. Essa posse é a expressão mais elevada e sagrada do direito do ser humano, respeitada e resguardada por todas as forças do bem. O Ego é o amo do seu veículo.

Nesse importante momento, contemplamos o panorama da vida que temos pela frente.

Lembrem-se que esse panorama foi impresso naquela matriz do Corpo Vital pelos Anjos do Destino.

Esse panorama nos é apresentado na ordem direta, ou seja: primeiro as causas e depois os efeitos.

De modo a entendermos porque cada causa que iremos colocar em movimento determina sempre o mesmo efeito.

Nós o observamos através do polo negativo do Éter Refletor do nosso Corpo Vital. Entretanto, envolto que estamos em todos os nossos corpos não conseguimos visualizar o objetivo real dessa existência física,

com aquela clareza que visualizamos no Terceiro Céu, quando escolhemos o tipo ou molde dessa nova existência física, com todas as circunstâncias, situações necessárias para liquidar com as causas maduras de aprendizagem. Então, pode acontecer, que quando visualizamos uma vida muita dura, penosa, com muitas provas, demais para poder resistir, nos assustamos, nos apavoramos e tentamos escapar. Porém, nesse ponto, os Anjos do Destino que já fizeram as conexões necessárias entre o Corpo Vital e os centros sensoriais do cérebro no feto e, portanto, o nosso esforço para fugir do renascimento é frustrado. Mas, ao forçarmos impulsionado pela fuga, podemos desequilibrar a conexão entre os centros sensoriais etéricos e físicos resultando daí que o Corpo Vital e o Corpo Físico não fiquem concêntricos podendo fazer com que a cabeça do Corpo Vital se sobressaia para cima da cabeça do Corpo Físico. Com isso podemos estar impossibilitado de utilizar nosso Corpo Físico e ficar conectados a um Corpo Físico sem Mente que não se pode utilizar. Assim, tal renascimento será praticamente inútil. Nasce um idiota congênito.

Depois de rever o panorama da vida, partimos para definitivamente focarmos nesse Mundo Físico. Ainda como embrião, a nossa Glândula Pineal se sobressai através do cérebro e o nosso Corpo Pituitário forma uma abertura em direção a nossa boca conectando-se, também com a cavidade espinhal.

Através dessa cavidade estamos com um íntimo contato com os Mundos Superiores enquanto o Corpo Físico vai se tornando mais denso. Então, outras aberturas do Corpo Físico vão se fechando. Aos poucos a cavidade que existe no lugar do umbigo vai se fechando, desviando a corrente fetal que passava por ele, para os centros de percepção espiritual na cabeça o sangue é impulsionado ao pulmão através dos ventrículos do coração e ali é refletido o Mundo Físico. Esses centros são obstruídos e então, a visão espiritual é diminuída e a consciência gradualmente é enfocada no Mundo Físico.

Então, a redução do fornecimento de sangue, quando se corta a conexão com a mãe no parto, cortando o cordão umbilical, serve para emparedar-nos mais ainda em nossa nova prisão terrestre.

Assim, nasce o Corpo Físico.

À primeira inspiração de ar aos nossos pulmões, damos início a mais um renascimento.

Mas e os outros corpos? Também estão prontos?

Não. Apenas as forças que atuam pelos polos negativos de alguns desses corpos já se pronunciam.

 

QUE AS ROSAS FLORESÇAM EM VOSSA CRUZ