cabeçalho4.fw

Uma das Causas dos Sofrimentos Humanos

Uma das Causas dos Sofrimentos Humanos

O amigo leitor por certo, deseja conhecer as causas de suas dificuldades, tristezas e sofrimentos, porque a ninguém apraz viver nessas condições. É necessário que conheçamos profundamente os problemas que se nos deparam, a fim de que possamos saná-los.

Desejamos chamar sua atenção, caro leitor, para pontos de capital importância, onde estão assentadas as bases de nossos desgostos e ansiedades. Há mais de dois mil anos atrás, Cristo veio a Terra e a humanidade recebeu a chave maravilhosa que possibilitaria o prosseguimento de sua marcha evolutiva, com o consequente acréscimo de seus sofrimentos. Acontece, porém, que nem todos aceitaram e nem querem aceitar o meio pelo qual podem dar término a todos esses problemas e, por esta razão, pedimos sua atenção para o que será exposto em seguida, para que se verifique se é ou não é verdade que podemos aniquilar esses males, operando sobre suas causas.

Se existe, algo que concorre para a nossa infelicidade, esse algo é a falta de amor pelos demais. Embora digamos a todo instante que amamos a outrem, isto não se confirma através de nossos atos, pois, muitas vezes, quando alguém nos diz ou faz algo que nos desagrada, mesmo que não represente quase nada, estamos sempre prontos a criticar acintosamente e a dirigir-lhe expressões de ódio. Às vezes, chegamos ao extremo de pensar em vingança e, numa condição dessas, podemos dizer que amamos ao próximo? Não, de forma alguma!

O amigo leitor pode afirmar que esses fatos não têm relação alguma com os nossos sofrimentos. Devemos respeitar a opinião de quem quer que seja, pois, até nisso estaremos expressando amor, porém, analisando os fatos dentro da lógica que caracteriza os mais elevados ensinamentos ocultos, chegaremos à conclusão de que a falta de amor atrai os sofrimentos.

Sabemos que tanto o pensamento como a palavra são forças poderosas e que, quando dirigidas contra alguém, não só a este prejudica, como também atuam sobre quem as emite. O emissor, às vezes, pode ser o maior atingido, pois semelhante atrai semelhante e quem gera a maldade também atrai a maldade. Tanto isso é verdade que conhecemos pessoas que ao desencadearem suas expressões de ódio e terríveis impropérios, apresentavam grandes manchas rubras em diversas partes de seus corpos, como se tivessem sofrido violenta agressão física.

Quanto aos maus atos praticados contra os demais, o amigo leitor poderá constatar como provocam a desarmonia e suas consequências recaem sobre aqueles que os praticam, o que, não aconteceria se todos compreendessem e colocassem em prática aquele princípio: "Não faça a outrem o que não quer que lhe façam". Nós colhemos aquilo que semeamos.

Para encerrar, desejamos ao amigo leitor uma maior e sempre crescente compreensão desses princípios para que, aos poucos, consiga viver com mais alegria e felicidade mesmo que ainda não tenha concretizado todos os seus anelos.

(Revista Serviço Rosacruz – 06/67 - Fraternidade Rosacruz – SP)