cabeçalho4.fw

Seu Papel na Fraternidade Rosacruz

Seu Papel na Fraternidade Rosacruz

 

O ser humano é um ser complexo. A Fraternidade Rosacruz também.

O ser humano tem um Corpo Denso, químico, com que se manifesta e evolui neste mundo; tem um Corpo Vital que lhe infunde vitalidade na forma e a faz funcionar; tem um Corpo de Desejos que lhe dá incentivo para a ação e lhe capacita nutrir emoções; e tem uma Mente com a qual aspira, pensa e cria. A Fraternidade é tudo isto também.

Estuda e observa uma colmeia como um conjunto. É uma entidade atuante em evolução. Abelhas de formas e missões diferentes, todas indispensáveis ao trabalho. As inúteis desaparecem. As que cumpriram seu cicio de trabalho, que serviram ao conjunto e levam a bagagem de seu crescimento interno, somem também. Dizem que morrem. Mas a colmeia continua, porque surgem novas abelhas e até novas rainhas.

Qual é teu papel na Fraternidade? Sabe que, ao servi-la, está, fatalmente, servindo a você mesmo, alcançando maior evolução? Sabe que os ramos da videira verdadeira são os primeiros a beneficiar-se da SEIVA de Cristo, antes de a exteriorizarem em FRUTOS? Mas beneficiam-se NA MEDIDA em que não pensam nos benefícios, porque, na hora em que o egoísmo nos leva a ideia de proveito, aí fechamos os nossos canais internos a Graça e a seiva deixa de fluir e de vitalizar-nos. Ah! Se todos pudessem compreender isto profundamente! Então poderiam sentir as causas de haver tantos ramos secos, crispados, sofrendo e chorando pelos frutos da saúde e da harmonia que não vem... Porque não deixam vir!

A Fraternidade é reunião física de esforços e realizações materiais. Este aspecto não pode faltar em nada neste mundo material. Mas é, principalmente, AMALGAMA harmoniosa de sentimentos nobres e elevados ideais, coerentemente alinhados num templo etérico. Um tal templo se torna num farol aos olhos clarividentes; um farol que projeta luz harmonia aos que criaram dentro de si as sombras. Uma luz que dissipa as trevas e torna possível aos frequentadores enxergar seus desvios e endireitar as veredas para uma vida real. Daí aquele formoso símbolo dos carvões que se acendem e, juntos, formam uma fogueira. Mas é preciso que sejamos carvões! É indispensável que sejamos combustíveis! Se nos isolamos, se nos mantemos comburentes, se não nos deixamos queimar de aspirações anímicas, se não ansiamos ALGO maior na vida, que se pode fazer? Só o tempo para transformar-nos quimicamente.

Pense nisto seriamente. Quem não faz parte da fogueira, não faz parte da Fraternidade. É borra inútil para si mesmo e para o conjunto. Está se iludindo.

Fraternidade é participação no conjunto; é assimilação na Luz; é contágio do Bem; são fachos de luz que se juntam e se concentram num trabalho redentor sobre a humanidade!

Seja membro! Seja galho vivo! Seja participante ativo que recebe e que dá, numa mutualidade que avulta e abençoa! Trabalha pela harmonia! Sente amor! Pensa nobremente! Sobretudo, dê exemplo de harmonia e de sabedoria espiritual!

Mas faze-o discreta e humildemente, sem insistência, tolerantemente. Que a tua ação, o teu exemplo, sejam percebidos no meio em que estiver como o sal que se mistura ao alimento e não impõe frontalmente sua presença, mas que dá muito sabor! Que os outros apreciem a tua companhia e sintam a tua ausência, isto é, a companhia e a ausência de tua luz! Então será um discípulo de Cristo! Então integrará a Fraternidade! Então contribuirá para a luz!

Até que isso aconteça, persista às reuniões, estuda e ora e melhora-te, sob nossa orientação e ajuda. Deixa que o grande magneto lhe induza a mesma força atrativa com que lhe converterá, mais tarde, num ponto aglutinador de Luz!

Seja esse o supremo objetivo de tua vida!

Asseguramos que ele te conduzirá à Felicidade! (Gilberto A V Silos – Editorial da Revista Serviço Rosacruz de 6/72)