cabeçalho4.fw

Perdão: Força Curativa da Fraternidade

Perdão: Força Curativa da Fraternidade

Em nossas relações diárias com vizinhos e amigos, somos, às vezes, talvez muitas vezes, sujeitos a sentimentos negativos como insultos, críticas embaraçosas e desapontamentos.
Consideramos que nossos semelhantes nos feriram de alguma maneira. Podem sempre atribuir motivos contra nós.

Essa centelha de punição ou injúria psicológica alimenta a chama do ressentimento ou acende o fogo da hostilidade aberta.

Na reação, quando percebemos essas injúrias, nós tentamos nos envolver com ideias que parecem nos justificar.

Os argumentos procedem, sem que um ouça o que o outro fala. A ruptura pode ser temporária ou permanece. Pode deixar cicatrizes emocionais que afetam nossa saúde ou talvez ferisse um espectador inocente.

Se olharmos em nosso íntimo e nos conscientizarmos do que aconteceu, em geral achamos que existe algo negativo que o nosso "inimigo" em nós despertou. Somos sensíveis demais? Quais são os medos, inseguranças ou debilidades internas que nosso "inimigo" expôs? Se nós analisarmos mais tarde, podemos achar a mesma fraqueza em nós do que no inimigo.

Perdão é a Força Curativa da Fraternidade.

O verdadeiro perdão significa tolerar as fraquezas em ambos; em nós e nos outros. Perdão é o passo positivo para a aliança humana, baseada no reconhecimento de problemas idênticos e da necessidade de solução. Perdão é o produto da força espiritual interna sobre o qual morre a explosão dos sentimentos negativos; uma mentalidade livre de egoísmo que se identifica com outro ser humano em espírito de amor.

Devemos nos exercitar no poder do Perdão para que possamos ter luzes e ser capazes de acender o farol da verdadeira fraternidade espiritual, que é o bálsamo de Gileade, a única panaceia para as angústias do mundo.

(Revista: "Rays from the Rose Cross" e publicado 'Serviço Rosacruz' – 08/84 – Fraternidade Rosacruz – SP)