cabeçalho4.fw

A Mente no Tema Natal

A Mente no Tema Natal

Quando vamos ponderar as qualidades mentais de uma pessoa, em um tema astrológico, a primeira cousa que devemos considerar é a posição de Mercúrio. Primeiramente, notemos em que Signo está ele colocado, depois a Casa e finalmente os Aspectos que mantém com os outros Astros.

Para não nos estendermos demasiado nesta explanação, remeteremos o caro leitor ao livro "Mensagem das Estrelas" para estudar e compreender os efeitos produzidos pelo Astro da razão, nos diferentes Signos do Zodíaco.

Lá encontrará, também, as qualidades básicas de Mercúrio nos doze Signos. Tais qualidades devem ser estudadas cuidadosamente pois do proveito desse estudo dependem os fundamentos em que basearemos depois nossas conclusões. O outro Astro a considerar, no estudo da razão ou mentalidade, é a Lua. Se há um bom Aspecto entre a Lua e Mercúrio, especialmente se esses dois Astros estão colocados nos ângulos do tema e em Signos que podem expressar suas melhores qualidades, podemos confiar que o paciente cooperará com o médico em sua cura.

Todavia, se Mercúrio está em Conjunção com Saturno, teremos uma pessoa de mentalidade obstinada, teimosa, lenta e dada à melancolia. Mas se Mercúrio está em Trígono ou Sextil com Saturno, sua memória será retentiva, Mente bem equilibrada possibilitando o desenvolvimento de boas qualidades de razoamento. Quando Marte e Urano se acham em conjunção com Mercúrio, o paciente é muito impressionável, sensitivo e emocional; um tipo lunático, com pouco controle sobre a Mente. Mas se Marte e Urano estiverem em Sextil ou Trígono com Mercúrio, haverá tendência à sensibilidade e à acuidade mental. Se Mercúrio ou a Lua estiverem em Aspecto adverso com Netuno, a Mente estará inclinada a condições antinaturais e doentias; propenderá a manias e fanatismo na prática da religião, à mediunidade, à bebida e às drogas. Observe-se a Casa e Signo em que estão colocados esses Astros, para conhecer o modo como tendem a manifestar-se.

Sendo Netuno a oitava superior de Mercúrio, tem ele influência sobre a Mente superior. Quando Netuno está em mau Aspecto com Urano ou com a Lua, dá tendências para indesejáveis experiências de psiquismo. Quando está afligido por Marte, especialmente em conjunção com esse ígneo Astro, o nativo se vê tentado a empregar amiúde o hipnotismo ou a magia negra sobre os demais, expondo-se, por si mesmo, a ser vítima dos que, faltos de quaisquer escrúpulos, usam essas horrendas práticas sobre os outros.

Quando as aflições mentais se verificam na oitava ou décima segunda Casa têm uma influência mais sutil do que em qualquer outra posição. As aflições ou maus Aspectos ocorrentes na oitava Casa podem dar à Mente tendências suicidas.

Desejamos imprimir firmemente na memória do leitor que nunca e por nenhuma razão baseie seu diagnóstico somente em um ou dois Aspectos, senão que deve julgar o horóscopo como um todo. Para ilustrar o perigo em que pode incorrer-se pelo exame superficial, tomemos o tema de um homem com Mercúrio em Capricórnio e na sexta Casa, formando um só Aspecto, que era uma débil Quadratura com Netuno. Julgando o horóscopo à ligeira poder-se-ia dizer que o nativo é de urna mentalidade obtusa. No entanto, esta criança foi o primeiro aluno de sua classe.
Em matemática e ortografia era verdadeiramente notável. Já homem, ocupou postos relevantes em suas ocupações e profissão sendo depois um diretor de uma empresa que exige muita habilidade executiva e aguda mentalidade. Para esclarecer isso passemos ao que indicavam os outros Astros de seu tema: tinha sete Astros em Signos de Ar, cinco Astros em Signos mentais, a Lua e Netuno bem aspectados entre si e nos ângulos, o Sol e a Lua em Signos Fixos. Ao resumir o horóscopo pode-se ver claramente por que tal pessoa alcançou tão elevada posição num trabalho mental, apesar de um débil Mercúrio.

Assim, pois, cremos necessário que o leitor tenha sempre em mira, sem esquecer jamais, o conjunto do tema, empregando bem o raciocínio antes de emitir juízo sobre um horóscopo, quer se trate de qualidades mentais, quer de morais, espirituais ou físicas.

(Publicado na Revista Serviço Rosacruz – 5/72 – Fraternidade Rosacruz – SP)