cabeçalho4.fw

Hierarquias Zodiacais - Virgem: Serviço e Humildade

HIERARQUIAS ZODIACAIS

VIRGEM: SERVIÇO E HUMILDADE

(*) Advertência:

A descrição aqui apresentada é mais exata conforme a cúspide da 1ª Casa esteja mais próxima do ou no segundo decanato do Signo (10º graus até 20º graus)

Quando os 3 últimos graus de um Signo estão ascendendo, ou quando os 3 primeiros graus ascendem no momento do nascimento, diz-se que a pessoa nasceu “na cúspide” entre dois Signos, e, então, a natureza básica dos Signos envolvidos são mescladas no corpo dela

Astros nas Casas:

  1. Os Astros no Signo Ascendente podem modificar a descrição.
  2. Astros colocados na 12ª Casa e que se encontram dentro de seis graus deste podem modificar a descrição.

Em tais casos o Estudante deve usar seu conhecimento do caráter dos Astros em conjunto com a descrição do Signo.

(Veja mais no Livro: Mensagem das Estrelas – O Signo Ascendente – Max Heindel e Augusta Foss Heindel)

 

O caráter e o futuro do ser humano dependem da ação e da expressão. O crescimento decorre da experiência. A cada sacrifício vivo, no altar da pureza e da devoção, o Espírito do ser humano brilha e uma glória dourada se mistura harmoniosamente com o sempre presente azul celestial do Pai um símbolo poderoso de vigilância. Azul celeste com ouro puro representa o ideal da glória espiritual de Virgem, que se alimenta do leite da bondade, do amor e do serviço humano.

Foi, em parte, por nossa causa, que a Divindade manifestou o universo. As grandes Hierarquias Criadoras foram (ou algumas ainda são) nossos serviçais. Estas grandes Forças inteligentes que personificam os Signos do Zodíaco trabalharam, cada uma por sua vez, para construir, manter e estimular a evolução de tudo que viria depois. A medida que os grandes Períodos cósmicos se sucediam, outros impulsos espirituais, despertavam potenciais idades adormecidas tornando-as forças dinâmicas. Toda ênfase é dada à fidelidade e ao serviço, pois cada grau de consciência do ser humano para o Supremo, acrescenta cor ao Corpo Alma luminoso que, sozinho, permite àquele que foi despertado espiritualmente, entrar no reino dos céus.
A iniciação só pode vir para aqueles que limparam muito de seu quadro de destino maduro. Pureza, santidade, limpeza, ausência de pecado, vida sem transgressão e inteligência espiritual são requisitos para aquele que se propõe avançar na visão de Deus. Este precisa possuir sabedoria, uma mente bem desenvolvida e bem treinada e a essência de experiência de muitas vidas anteriores. Aquele que for um candidato à Iniciação precisa ter desenvolvido e aperfeiçoado a Mente, as emoções e o senso moral; precisa ser provado, ser fiel no cumprimento dos deveres ajudando aos outros, edificando-os espiritualmente.

Quando tiver feito tudo isto, o candidato se torna "um bom ser humano".

Ao completar a vida exotérica ele se torna um candidato à vida esotérica e entra para a preparação da Iniciação onde trilha o Caminho Probacionista, estreito e reto, que leva ao "caminho da cruz". Discriminação, controle de pensamentos e ações, paciência, tolerância, fé e equilíbrio são atributos que precisam ser trabalhados. Os candidatos para a escola de mistério precisam ter uma reputação imaculada e uma disposição alegre. "Portanto, sede perfeitos como vosso Pai celeste é perfeito" (Mt 5: 48).

Esta é a direção, o Caminho, e os passos que precisam ser dados são encontrados nos princípios espirituais ou esotéricos da Hierarquia Divina, Virgem.

Virgem é tida como maníaca, crítica, tola, criança fora do caminho, que está em uma inquieta e eterna busca de poderes e respostas; ainda, Virgem é a possuidora radiante de maneiras santificadas, da devoção, do serviço e da bondade.

As Grandes Hierarquias Criadoras são as amigas que deram de si mesmas para estabelecer luz e consciência em maiores forças evolutivas que nos vêm da bondade e das forças que são manipuladas por Deus. Áries e Touro, os criadores das forças que se manifestam através de cada uma das Hierarquias Zodiacais sucessivas, representam o máximo das forças da vida. Através de Gêmeos, Câncer e Leão, ainda poderosos elementos na criação da vida, até a manifestação da consciência de Deus através de Virgem, a sexta das grandes Hierarquias Criadoras, vemos a base e o desenvolvimento gradual das oportunidades, cada vez maiores, para a Mente iluminada.

Virgem, sexta na ordem.
Enquanto Virgem é a sexta na ordem destas enormes forças, ela também representa a força potencial mais elevada (força espiritual) agora presente no universo. A manifestação de Virgem é o derradeiro princípio espiritual ATIVO no atual período cósmico onde estamos agora, nos desenvolvendo. As Hierarquias de Áries e Touro se libertaram no início de nosso Dia de Manifestação. Gêmeos, Câncer e Leão lançaram uma base futura para o progresso de evolução do Espírito, da alma e do corpo do ser humano. Virgem é o Espírito de Luz que eleva o ser humano às alturas radiantes através da redenção, pureza e devoção.

Quando muito é dado, muito será pedido de volta e Virgem deve mostrar-se digna da força criadora da Luz, que transcende o físico e está diretamente em harmonia com as forças da divindade.

Virgem é a Virgem Imaculada; dela é o Nascimento-Virgem. O Cristo interno nunca pode nascer nas esferas superiores até que o eu inferior esteja purificado e faça uma imaculada virgem estar apta a dar à luz ao eu superior. O despertar de mesma consciência de Cristo, misturando a união química do Eu superior e inferior no Casamento Místico, inicia a Concepção Imaculada e prega a liberdade e a redenção do pecado pelo AMOR. A medida que o ideal da Imaculada Concepção cresce, uma nova raça se desenvolve e é criada na luz mística desta mensagem divina de amor, a pureza produtiva se tornará a chave para a salvação. O fruto da colheita, que é a carne da Terra, é colhido de Virgem-produtos da Natureza em abundância, para servirem aos objetivos do ser humano. Tudo serve a seus propósitos na vida, da mesma maneira que as virtudes reabastecidas de Virgem servem à Vontade de uma Consciência superior.

Virgem é pura, fria e livre da paixão da Terra. Virgem não tem o fogo da chama de vida para dar forma, mas a sua chama é azul suave dos deuses superiores, uma chama que não queima, nem destrói. Virgem junta a vida e o calor de Leão e joga-os na Terra; ela reflete-os aqui e aonde quiser, enquanto se movimenta em sua missão divina entre os seres humanos.

Virgem está vestida de túnicas azuis e estrelas douradas brilham ao seu redor. Quando põe seus filhos sob sua proteção, ela os instrui nas muitas artes que ajudam a Terra e é preciso lembrar que seus filhos são os trabalhadores do mundo; o objetivo deles é sentir e atender as muitas necessidades da Terra. Virgem nunca olha para cima, pois não há união alguma acima da Terra ou no Zodíaco, para ela. Sua união é com Aquele que está longe; seu amor não é para ser satisfeito facilmente. Ela não se sujeitará à paixão, nem responderá às fases menores de amor, pois o amor é muito belo para ela. Nem submissão, nem persuasão atraem o coração de Virgem; a menos que oração e devoção se misturem em um laço sagrado e que a castidade e a virtude reinem acima de tudo.

Esta criança raramente escuta a voz de seu companheiro, que é uma voz tão clara e tão forte como o som do diamante. Estes senhores ou Hierarquias possuem vozes e podem nos chamar, embora, nem sempre, correspondamos a seu chamado. O companheiro de Virgem fala suavemente no mais puro e mais raro dos tons, pois se chamasse com um som forte ele, por certo, se quebraria e se destruiria - assim, somente uma pequena parte d'Ele pode alcançar a Terra. Os filhos de Virgem têm as qualidades mais puras e mais refinadas dos Signos; a escassez de sua expressão só pode ser atribuída à raridade de seu tom. Aqueles que entram em contato com este ideal vão movimentar-se sempre nas asas do amor e a vida será alimentada com o meigo carinho de humildade e devoção.

O símbolo de Virgem é um ramo de lírios compridos, de cujos corações caem ouro e orvalho para as filhas e filhos deste Signo. As folhas lisas do lírio voltam-se para trás dando tudo que possuem, nada retendo. Assim, o caminho para os filhos de Virgem é claramente mostrado junto com o ideal e o objetivo, que vem desta figura mística.

Um outro princípio esotérico manifesta-se em nosso estudo de Virgem. O Sol é dividido em três partes. Podemos ver a parte externa ou física, que é o Sol. Atrás deste está o Sol central, de onde vem o impulso do Cristo Cósmico que emana um raio que se manifesta como Consciência de Cristo para os despertados da humanidade. Atrás e além destes dois está o que é interpretado, esotericamente, como Vulcano, que é o corpo do Pai. O Pai, a fonte de tudo, é o espírito em Vulcano que, para os maiores videntes humanos, aparece somente como a mais elevada oitava da fotosfera do Sol, um anel de luminosidade azul-violeta atrás do Sol.

Para estudar a relação de Vulcano com Virgem é melhor voltarmos para as páginas da mitologia e adquirir um pouco mais de compreensão através delas. As maravilhosas Verdades Cósmicas estão, muitas vezes, escondidas nestes contos antigos. Não é verdade que um mito seja uma ficção da fantasia humana sem comprovação, pelo contrário, mitos geralmente contêm as verdades espirituais mais profundas e mais preciosas, muitas tão raras e sutis que não conseguem ficar expostas ao intelecto materialista. Para proteger estas verdades ocultas, estas são frequentemente mostradas à humanidade sob o simbolismo pitoresco de mitos.

Vulcano era o filho de Júpiter e Juno. Nasceu aleijado e Juno ficou tão desgostosa com isto que o expulsou do céu, longe da visão dos deuses. Outra história explica que, na tentativa de salvar sua mãe da ira de Júpiter, ele foi agarrado pelo pé e arremessado para fora da porta do céu. Se já não fosse manco antes, uma experiência como essa seria suficiente para ter-lhe causado aquele defeito.

Vulcano é o Artista celeste e o deus do Fogo. Era a personificação divina do fogo que queima no interior da Terra. Vindo do deus do Fogo, Vulcano transformou-se em deus das artes e das indústrias dependentes do fogo, especialmente as artes de cerâmica e trabalhos em metais. Ele era o deus artista que trabalhava em uma forja enfumaçada, no centro de uma montanha ardente. Produziu trabalhos engenhosos de deslumbrante beleza, que oferecia aos deuses e aos heróis favoritos. Tomou parte na criação da raça humana e na criação especial de Pandora.

Os fogos da Terra derivaram-se do Céu e Vulcano, como deus do Fogo, foi particularmente responsável pelo calor da forja sobre o forno. Vulcano foi o ferreiro dos deuses. Suas oficinas estavam sob ilhas vulcânicas e sua forja estava sobre o Olimpos. Construiu as moradias dos deuses, fez o cetro de Júpiter, os escudos, as lanças dos Olímpicos, as flechas de Apolo e Diana, o peitoral de Hércules e o escudo de Aquiles. Fez, para ele, duas bonitas servas de ouro que, iguais a seres vivos, movimentavam-se e o ajudavam quando andava. Vulcano recebeu muitos elogios por seu trabalho de bronze, de grande beleza e por outros trabalhos de arte viva.

Vulcano é um deus glorioso e de bom temperamento, amado e honrado entre os homens como o fundador dos costumes sábios e o patrono dos artífices. Em certas ocasiões era, também, o deus da cura e da profecia. Podia, quando quisesse, ser a causa de "grande hilaridade" para os deuses, mas não era, de maneira nenhuma, um tolo. Este deus famoso podia ser astuto e vingativo quando a emergência exigia. Para vingar-se de sua mãe que o expulsou do céu, Vulcano idealizou um trono com dispositivos especiais que funcionaram como correias e grilhões invisíveis que a prenderam, quando ela se sentou no trono. Seu astuto engenho não podia ser desmontado por nenhum dos deuses do Céu e ninguém pôde persuadi-lo a libertar sua mãe. Nem mesmo Marte pode forçá-lo a desmontar esta armadilha que ele havia inventado. Finalmente, o jovial Saco, amigo do ferreiro, embriagou-o com vinho, levou-o ao Olimpos e persuadiu-o a libertar Juno.
Vulcano não foi sempre hostil a Juno; prestou-lhe muitos serviços. O presente de Vulcano a Apolo foi a carruagem do Sol. Seus presentes foram inumeráveis, dados por bondade e amor. Ajudou também a espalhar a vegetação, a videira florescia melhor em seu solo vulcânico - daí sua amizade com o deus do vinho.

Vulcano é representado com vestes de um trabalhador; prestava serviços tanto para os deuses quanto para o ser humano. Vivia debaixo da Terra e também era íntimo dos deuses. Neste contexto, portanto, podemos traçar as características de Virgem.

Vulcano personifica a função de Virgem e do espiritual Sol. Note-se que Vulcano é esotericamente tido como a força espiritual em potencial mais elevada, originada da Fonte de tudo, o Pai; do mesmo modo, a manifestação da Hierarquia de Virgem é o último princípio espiritual agora ativo. Vulcano é o regente esotérico de Virgem; meditação futura continuará a fixar maiores potencialidades que se manifestarão através deste sutil canal feminino de divindade, a Hierarquia criadora de Virgem. Cuidado, por favor! Os estudantes são aconselhados a não se considerarem regidos por Vulcano só porque são filhos de Virgem. Uma consideração semelhante se aplicará a Plutão e Escorpião. Somente os tipos mais avançados e mais altos da humanidade respondem positivamente a Urano e Netuno. O que podemos dizer, então, de Plutão que é ainda mais enganador e sutil que qualquer um dos dois? E de Vulcano, cuja ação incorpora os princípios que sustentam milhões de sistemas solares similares ao nosso, que são os campos para a evolução de seres mais ou menos do mesmo status que nós? Estas Hierarquias criadoras são de um reino muito mais vasto que nosso sistema solar, mas, conhecendo, ainda que vagamente, a força e o poder que estão à espera de serem explorados pelos pioneiros de nossa onda de vida, experimentamos um sentimento de humildade, bondade e consideração por esses nossos companheiros.

O impulso vital se manifesta em proporções cósmicas para toda entidade espiritual (Ego) nos raios que se sucedem, e esta manifestação é eterna; mas a capacidade direta para iluminação divina é governada pelo desenvolvimento do Eu Superior que se manifesta quando a harmonia de sua nota-chave individual é alcançada. Virgem, o canal divino de serviço, está em sintonia com um raio que torna muito mais difícil para seus filhos adquirirem total prazer e felicidade das fontes comuns, no mundo dos humanos. Do mesmo modo que Vulcano, Virgem é tanto humana quanto divina, servindo ao ser humano e dedicando-se a administrar forças tão grandes e supremas que uma consciência limitada só pode agarrar levemente esta força.

Virgem pode vacilar ao estabelecer sua herança, mas cada expressão que for dada para elevar a Mente para o quadro celeste será um passo permanente que nunca poderá voltar para trás. Uma vez que Virgem desperte nos Corações e Mentes daqueles sob sua tutela, não haverá mais paz até que o desejo e a busca tragam o estado de perfeição que ela almeja para aqueles que caminham com ela. Virgem serve de todas as maneiras, pois sabe que todo serviço e ação que elevem o ser humano também a elevam e que o cumprimento da lei não é senão o meio para sua própria salvação.

" ... O servo não é maior do que seu senhor. Se me perseguiram a mim, também vos hão de perseguir a vós; se guardarem as minhas palavras, também hão de guardar as vossas. Mas todas essas cousas vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou". - Jo 15:20-21.

(De Thomas G. Hansen – com prefácio da Fraternidade Rosacruz)