cabeçalho4.fw

Será prudente duas pessoas com o mesmo temperamento casarem, se ambas nasceram sob o mesmo Signo do Zodíaco? Em agosto, por exemplo?

Pergunta: Será prudente duas pessoas com o mesmo temperamento casarem, se ambas nasceram sob o mesmo Signo do Zodíaco? Em agosto, por exemplo?

Resposta: Diz-se que nasce uma criança por segundo no mundo; portanto, temos 3.600 nascimentos por hora, 86.400 em 24 horas, e aproximadamente dois milhões e meio num mês1. Supondo que tivessem o mesmo temperamento e o mesmo destino na vida, teríamos apenas 12 tipos de pessoas. Entretanto, sabemos que não há duas pessoas exatamente iguais, de forma que seria absurdo dizer que as pessoas têm o mesmo temperamento porque nasceram sob o mesmo Signo do Zodíaco, como é determinado pelo mês.

Para calcular um horóscopo cientificamente é necessário levar em consideração o dia e o ano em que uma pessoa nasceu, pois, os Astros não chegam às mesmas posições relativas mais do que uma vez a cada, em torno de, 25.868 anos.

Além disso, temos que levar em consideração a hora do nascimento e, se possível, o minuto, pela rápida mudança de posição da Lua. Se levarmos também em consideração o lugar, podemos calcular o Signo Ascendente, que proporciona, entre outros, a forma do Corpo. Nós teríamos, então, um horóscopo realmente individual, uma vez que os graus do Zodíaco surgindo no horizonte oriental mudam a cada 4 minutos. Mesmo no caso de gêmeos haveria uma diferença.

Para que o astrólogo possa dizer se o casamento entre duas pessoas será harmonioso ou não, é necessário que ele calcule o horóscopo de ambas e que tente descobrir se são: mental, moral e fisicamente congeniais. Ele fará essa avaliação comparando os Signos Ascendentes ou em elevação que mostram a afinidade física. As posições de Marte e Vênus mostrarão se são moralmente do mesmo calibre, e o Sol e a Lua mostrarão as suas características mentais. Após essas observações, terá uma medida precisa para saber se as suas naturezas irão combinar ou não. Entretanto, se as predições forem feitas sem incluir esses cálculos, elas não terão qualquer valor.

(Perg. 24 do Livro Filosofia Rosacruz em Perguntas e Respostas – Vol. I – Max Heindel – Fraternidade Rosacruz SP)

 

[1] N.T.: esses números se referem à primeira década do século XX. Atualmente, temos, em torno, de quase 3 por segundo, 360.000 crianças nascendo por dia.